Varela e Gugelmin mantêm Brasil no topo dos UTVs e levam título do Dakar com segunda colocação no estágio final

Pelo segundo ano seguido, o Brasil (mesmo com redução no número de pilotos) conquistou um título no Dakar - e, novamente, nos UTVs, agora chamados de SxS. Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin repetiram o feito de Leandro Torres e Lourival Roldan, em 2017, e se tornaram a segunda dupla brasileira a conquistar o topo do mais famoso rali do mundo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

14ª ETAPA | 20 de janeiro
Córdoba – Córdoba (ARG)
Trecho cronometrado: 120 km

Percurso total: 286 km

O Brasil entrou no Rali Dakar 2018 com número reduzido de pilotos. Depois do título de Leandro Torres e Lourival Roldan em 2017, nos UTVs, a expectativa era de que o apoio aumentasse e, consequentemente, o número de brasileiros na disputa fosse maior. Não foi o caso: apenas sete participaram desta edição. Mas isso não impediu que, pelo segundo ano seguido, o país saísse do maior rali do mundo com um título – que não existia até 2016.

Neste sábado (20), a dupla formada por Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin acabou em segundo o 14° e último estágio da edição 2018 do rali e, com enorme vantagem, garantiu o título dos UTVs. Mais que isso: afirmou o Brasil como 'dono' da categoria (agora chamada SxS), já que Roldan e Torres haviam vencido a primeira edição da prova para este tipo de veículo na história do Dakar.

O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin são campeões do Rali Dakar 2018 (Foto: Magnus Torquato)

A conquista veio com tranquilidade: eles encerraram com vantagem de 57min57s para Patrice Garrouste e Steve Griener, vice-campeões, e com incríveis 10h09min25s para Claude Fournier e Szymon Gospodarczyk, que terminaram em terceiro.

Nos 120 km cronometrados deste sábado que encerrou o Dakar, Varela e Gugelmin controlaram o ritmo e ficaram atrás do veículo de Leo Larrauri, argentino, que venceu por 8min04s. Garrouste ficou em terceiro, a 12min13s do vencedor.

José Luis Peña, Camelia Liparoti e Leo Larrauri foram os pilotos que completaram o top-6 da competição entre os UTVs.

A categoria foi a segunda do dia a acabar, atrás apenas dos quadriciclos, que tiveram o chileno Ignacio Casale como campeão.

#GALERIA(8270,167072)
"Hoje foi uma etapa muito longa para nós. Porque ela não terminava, não terminava, muitos carros passando… E a gente naquela ansiedade para terminar. Mas dessa vez deu tudo certo, nosso Can-Am X3 terminou perfeito, tudo maravilhoso", afirmou Varela após o título ser confirmado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube