Zala surpreende e vence 1ª etapa do Rali Dakar nos carros. Alonso é 11º

Vaidotas Zala, piloto lituano que defende a equipe particular Agrorodeo, aproveitou problemas com Nasser Al-Attiyah, Stéphane Peterhansel e Carlos Sainz para vencer a primeira etapa entre os carros. Fernando Alonso foi razoavelmente bem, em 11º. Nos UTVs, Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin tiveram problemas e fecharam quase 2h30min atrás do líder Aron Domzala. Entre os caminhões, Anton Shibalov venceu

1ª etapa – Jeddah – Al Wajh
Trecho de especial: 319 km
Deslocamentos: 433 km
Trecho total: 752 km
 
 
A primeira etapa dos carros no Rali Dakar 2020 contou com uma surpresa: Vaidotas Zala, piloto lituano que comanda um Mini da equipe Agrorodeo, completou o estágio em 3h19min04s e ficou 2min14s à frente de Stéphane Peterhansel. A vitória veio com alguma sorte, após principais favoritos viverem uma especial problemática, mas ainda assim marca o começo da prova off-road.
 
Quem liderou os primeiros cinco pontos de checagem e dominava o estágio era Nasser Al-Attiyah, mas o catari sofreu três furos de pneu na parte final e perdeu tempo. Quem teria condições de assumir a dianteira, como Peterhansel e Carlos Sainz, também tiveram atrasos importantes e abriram a porta para Vala e Khalid Al Qassimi, outro piloto de equipe privada.
 
Com uma quebra, Al Qassimi também ficou para trás. Além de Peterhansel em segundo, Sainz fechou 2min50s atrás, em terceiro. Al-Attiyah fechou 5min33 em desvantagem para Vala. 
 
Bernhard ten Brinke, Mathieu Serradori, Orlando Terranova, Yazeed Al Rajhi, Vladimir Vasilyev e Erik van Loon, esse já 13min58s atrás, fecharam o top-10. 
 
A dupla formada por Fernando Alonso e Marc Coma, obviamente uma das grandes atrações do Dakar, teve um desempenho interessante: 11ª posição, 15min27s atrás do líder. 

Quem abandonou a prova foi Romain Dumas, que viu o carro virar uma bola de fogo e teve de deixar o bólido às pressas.

Romain Dumas (Foto: ASO)
Polonês abre na frente nos UTVs
 
Aron Domzala finalizou o estágio em 4h01min para abrir o Dakar na ponta dos UTVs. A vantagem para Casey Currie, segundo colocando, chegou a ser de quase 8min no último ponto de checagem, mas terminou em honestos 1min51s.José António Hinojo López terminou em terceiro, 5min49s atrás. 
 
O top-10 ainda foi encerrado com Chaleco López em quarto, Sergei Kariakin, Austin Jones, Aleksei Shmotev, Gerrard Farres Guell, Jesus Puras e Mitchell Guthrie fecharam a lista. 
 
O dia foi ruim para alguns dos principais nomes da competição. Cyril Despres teve problemas e fechou na 24ª posição, 51min35s atrás do líder. E a dupla brasileira, formada por Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, encerrou o dia 2h22min14s distante da dianteira e praticamente fora da disputa pela vitória do Dakar.
 
Novo vencedor também nos caminhões
 
Anton Shibalov, o russo, é o novo vencedor de especial do Dakar na competição dos caminhões. Com a Kamaz, terminou o estágio em 3h40min35s. Houve um certo golpe de sorte, é verdade, uma vez que Andrey Karginov sofreu uma queda após o último ponto de checagem, mas o resultado é o que fica. 
 
Karginov acabou caindo para sétima posição, 6min38s atrás de Shibalov. O bielorrusso Siahrei Viazovich terminou em segundo, com desvantagem de 1min33s, enquanto Janus van Kasteren terminou 3min09s depois do ponteiro.
 
Dmitry Sotnikov, Martin Macik, Martin Soltys, Karginov, Aleksandr Vasilevski, Ales Loprais e Eduard Nikolaev, este último a 11min24s do líder, fecharam o top-10. 
 
O rali segue na segunda-feira, no trecho entre Al Wajh e Neom. Serão 393 km totais, dentre os quais 367 km de especial.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube