Bruno Varela/Bortolanza vence primeira especial do Sertões 2020 nos UTVs

Um dos filhos de Reinaldo Varela inscritos no Sertões 2020, Bruno Varela triunfou na primeira especial da prova ao lado do navegador Gustavo Bortolanza

Leia no GRANDE PREMIUM
Como Sertões almeja superar Dakar e ser o maior rali do mundo
A galeria com todos os campeões e as lendas do Sertões

Etapa 1: Velocitta até ponto do deslocamento para Bolha 1
31 de outubro, sábado
Deslocamento inicial: 260 km
Trecho cronometrado: 205 km
Deslocamento final: 120 km
Total: 585 km

A dupla formada por Bruno Varela e Gustavo Bortolanza venceu a primeira especial do Sertões 2020 na disputa dos UTVs. O estágio, de 205 km de trecho cronometrado neste sábado (31), foi amplamente dominado pelos veículos da Can-Am, que terminaram nas quatro primeiras colocações. Bruno, um dos filhos de Reinaldo Varela, campeão do Dakar em 2018 ao lado de Gustavo Gugelmin, completou com Bortolanza o percurso em 3h48min09s.

A etapa que marcou a saída do Sertões do Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo, teve um deslocamento inicial de 260 km antes do início propriamente dito do trecho cronometrado.

BRUNO VARELA; SERTÕES; ETAPA 1;
Bruno Varela na disputa da etapa 1 do Sertões nos UTVs (Foto: Victor Eleutério/Mídias Sertões)

Leia também: Motul une forças com Sertões, traz expertise de lubrificantes e batiza categoria dos fortes

Denísio do Nascimento e Idali Bosse, a dupla campeã do Sertões em 2019, finalizou a disputa em segundo lugar, com somente 4s de desvantagem para os vencedores. Em terceiro, mais um dos irmãos Varela, Rodrigo, em parceria com o navegador Gunnar Dums. A dupla da equipe comandada por Reinaldo Varela, terminou com uma diferença um pouco maior na comparação com os líderes, 51s atrás de Bruno e Bortolanza.

“Começar com vitória é sensacional porque motiva toda a equipe. Demos um grande passo hoje, ser o primeiro na UTV é um resultado espetacular pois a categoria está realmente muito forte e tem mais de dez duplas com potencial de vencer. Isso é algo raro e faz de hoje um dia especial na nossa carreira”, comemorou o piloto, de apenas 21 anos, que também é bicampeão do Brasileiro de Baja e campeão do Sertões em 2017.

Os três primeiros usam UTVs da Can-Am, modelo Maverick X3 XRS. Já os vencedores do prólogo da última sexta-feira no Velocitta, Denísio Casarini e o navegador Ivo Mayer, completaram a especial deste sábado na quarta posição com o Can-Am Maverick X3. Denísio e Mayer concluíram o percurso com 1min07s de desvantagem para os ponteiros da especial.

Tomas Luza e Robson Schunka, com o UTV Can-Am da equipe DanGo Racing, concluiu na quinta posição a especial, à frente da dupla formada por Roberto Keller e Marcelo Ritter, com outro Can-Am Maverick X3 e representando a equipe MadCat Performance. Rodrigo Luppi, que corre ao lado do experiente navegador Maykel Justo, na equipe Território, foi o sétimo colocado, seguido pela tripulação formada por Gabriel Cestari e Jhonatan Ardigo e Cristian Mai Domecg e João Luís Stal, as duas duplas da equipe Cotton Racing.

RODRIGO VARELA; SERTÕES; ESPECIAL 1;
Rodrigo Varela na primeira especial do Sertões 2020 (Foto: Victor Eleutério/Mídias Sertões)

Os tricampeões mundiais e vencedores do Dakar Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin completaram a lista dos dez primeiros colocados a bordo do Can-Am Maverick X3 XRS. A dupla concluiu à frente do heptacampeão do Sertões, Edu Piano, ao lado do inseparável navegador e dono de cinco títulos do maior rali das Américas, Sólon Mendes, da equipe Território.

Leia também: De Mogi Guaçu a Barreirinhas e etapa Maratona no início: o roteiro do Sertões 2020
Da luta contra morte ao renascimento: Helena Soares coroa história de um milagre no Sertões

Nelsinho Piquet, que faz a sua estreia no Sertões e vai disputar algumas especiais antes de seguir para Curitiba, onde vai correr a etapa do próximo fim de semana da Stock Car, completou a especial com tempo total de 6h25min14s. 50 UTVs chegaram à zona de meta da especial de 205 km.

A caravana do Sertões segue agora para o deslocamento até a chamada Bolha 1, localizada em Brasília, em percurso estimado em 580 km. Por tal razão, o Sertões não terá especial neste domingo, retomando na segunda-feira com a primeira parte da etapa Maratona, batizada como Renê Melo.

Sertões 2020, classificação após etapa 1, UTVs:

1BRUNO VARELA
GUSTAVO BORTOLANZA
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:48:09 
2DENÍSIO DO NASCIMENTO
IDALI BOSSE
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:48:130:00:04
3RODRIGO VARELA
GUNNAR DUMS
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:49:000:00:51
4DENÍSIO CASARINI
IVO RENATO MAYER
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:50:080:01:59
5TOMAS LUZA
ROBSON SHUNKA
CAN-AM MAVERICK X3 XRC TURBO 3:50:120:02:03
6ROBERTO KELLER
MARCELO RITTER
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:50:380:02:29
7RODRIGO LUPPI
MAYKEL JUSTO
CAN-AM MAVERICK X3 XRC 3:50:450:02:36
8GABRIEL CESTARI
JHONATAN ARDIGO
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:52:080:03:59
9CRISTIAN MAI DOMECG
JOÃO LUIS STAL
CAN-AM MAVERICK X3 XRC TURBO R 3:52:320:04:23
10REINALDO VARELA
GUSTAVO GUGELMIN
CAN-AM MAVERICK X3 XRS 3:52:400:04:31

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube