Metge vence prólogo do Sertões nas motos. Campeão, Marcos Baumgart triunfa nos carros

Adrien Metge, piloto francês que defende a Yamaha, foi o vencedor do prólogo do Sertões na disputa das motos. No duelo em família nos carros, Marcos Baumgart superou o irmão Cristian por apenas 0s9, enquanto Cristiano Batista foi o mais rápido entre os UTVs

Pedro Henrique Marum refletiu sobre o 2021 de Daniel Ricciardo no GP às 10

Começou oficialmente a 29ª edição do Sertões. Nesta manhã de sexta-feira (13), o maior rali das Américas acelerou pra valer com a disputa do prólogo, realizado em Pipa, nas cercanias da Praia da Pipa em Tibau do Sul, no Rio Grande do Norte, em um percurso de 11 km em tipos de terreno variados. É o início de uma verdadeira maratona que vai durar dez dias e terá 3.615 km de percurso total e 2.202 km de especiais pelo Nordeste brasileiro. E a abertura dos trabalhos já trouxe os primeiros vencedores nesta edição 2021.

Na disputa das motos, a mais tradicional e a que deu origem ao Sertões, a vitória ficou com o francês Adrien Metge. O piloto da Yamaha, que não correu no ano passado por ter testado positivo para a Covid-19 às vésperas da largada, no fim de outubro, foi o mais rápido do prólogo, numa prévia do que se desenha o Sertões para o duelo entre Yamaha e Honda.

LEIA TAMBÉM
+Sertões volta ao Mundial para motos e quadris, mas ainda sem grandes estrelas do Dakar
+Sertões tem irmãos Baumgart favoritos nos carros, enquanto concorrência tenta engrossar
+Com grandes do Brasil e do exterior, Sertões tem grid recorde com 90 UTVs

MARCOS BAUMGART; SERTÕES; SERTÕES 2021;
Marcos Baumgart e Kleber Cincea venceram o prólogo do Sertões 2021 (Foto: Sertões/Twitter)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Gregório Caselani e Julio ‘Bissinho’ Zavati, da Honda, completaram o top-3, enquanto Ricardo Martins, o atual campeão do Sertões, e Tulio Malta, colocaram outras duas Yamaha na lista dos cinco primeiros colocados. Jean Azevedo, heptacampeão do Sertões, em uma nova jornada defendendo a Honda, foi o sexto, seguido por Bruno Leles, o primeiro dentre os pilotos de equipes independentes, a Use Motos Rally Team. Guilherme Bissotto, Gabriel Bruning e Vitor Siqueira, um dos grandes destaques da edição de 2020, concluíram a relação dos dez primeiros.

Entre os quadriciclos, que contam neste ano com três competidores, Marcelo Medeiros levou a melhor no confronto contra o argentino Manuel Andújar e o polonês Rafal Sonik.

A classificação do prólogo entre os carros colocou entre os primeiros exatamente as tripulações que tendem a lutar pelo título do Sertões 2021. A dupla campeã vigente da prova, Marcos Baumgart e Kleber Cincea, venceu a sessão desta sexta-feira em um autêntico duelo familiar com Cristian Baumgart, também da X Rally. Em parceria com Beco Andreotti, Cristian terminou somente 0s9 atrás do irmão. Os dois competem com a picape Toyota Hilux IMA 2021.

Marcelo Gastaldi, que compete com o buggy sul-africano Century CR6, foi o terceiro colocado ao lado de Cadu Sachs, com tempo 6s4 mais lento na comparação com a dupla vencedora. Sylvio de Barros e Rafael Capoani, também a bordo de uma Toyota Hilux IMA 2021 da X Rally, terminaram em quarto, enquanto Zé Hélio Rodrigues, tendo ao seu lado o navegador Ramon Sacilotti, foi o quinto com o buggy ‘Javaloko’, construído pela Giaffone Racing.

ADRIEN METGE; YAMAHA; MOTOS; SERTÕES 2021;
Adrien Metge iniciou sua luta pelo título com vitória no prólogo das motos (Foto: Yamaha Brasil/Twitter)

Com nada menos que 90 inscritos, os UTVs formam a categoria mais numerosa do Sertões em 2021. A surpresa foi a posição de topo, que ficou com Cristiano Batista e Robledo Nicoletti, a bordo de um Can-Am Maverick X3. Aliás, a fábrica canadense garantiu as cinco primeiras posições do prólogo: Vinícius Castro e Rogério Almeida fecharam em segundo, seguidos por Aristides Mafra e Breno Rezende. Gabriel Varela e Filipe Bianchini concluíram o prólogo em quarto, enquanto João Monteiro e Victor Hugo Melo concluíram a relação dos cinco primeiros.

Nelsinho Piquet, que vai disputar o Sertões de forma integral pela primeira vez em 2021, enfrentou um contratempo no shakedown, na última quinta-feira, por conta de um incêndio no seu UTV. O piloto, que atua ao lado do experiente navegador Flavio França, obteve o 52º melhor tempo no prólogo desta sexta-feira. E a dupla campeã da prova no ano passado, Denísio Casarini e Ivo Mayer, fechou o dia apenas em 76º.

O prólogo, no fim das contas, define apenas a posição de largada para a primeira especial do Sertões, que acontece neste sábado. O primeiro percurso, batizado como Seridó, terá 82,8 km de deslocamento inicial, 235,01 km de trecho cronometrado, a especial propriamente dita, e 98,11 km de deslocamento final, totalizando 415,93 km de quilometragem total percorrida.

RETROSPECTIVA MERCEDES 1ª PARTE DA F1 2021: A BATALHA VENCIDA (VÍDEO: GRANDE PRÊMIO)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar