FOTO: Alonso vive “aprendizado intensivo” e capota na estreia em rali na África do Sul

Logo no início da sua incursão nos ralis, Fernando Alonso sentiu o quão difícil vai ser o seu novo desafio. O bicampeão mundial de F1 capotou a Toyota Hilux durante a etapa principal da Lichtenburg 400, prova válida pelo Campeonato Sul-Africano de Cross-Country. Alonso e seu navegador, Marc Coma, escaparam sem lesões

Fernando Alonso viveu um sábado (14) marcado por muito aprendizado e alguns sustos no seu primeiro rali de forma oficial. O bicampeão do mundo, que se prepara para a disputa do Rali Dakar de 2020 — ainda que não tenha ainda sua presença confirmada —, compete neste fim de semana no Lichtenburg 400, prova válida pelo Campeonato Sul-Africano de Cross-Country. Ao longo de uma das especiais da prova, o espanhol acabou capotando seu Toyota Hilux. Mas tanto o piloto como seu navegador, o pentacampeão do Dakar e compatriota, Marc Coma, escaparam sem maiores problemas.
 
Pouco depois, no Twitter, Alonso relatou tudo o que teve de enfrentar de diferente nesta sua incursão no mundo dos ralis. “Mil e uma coisas hoje. Muitas primeiras vezes e algumas coisas que tivemos de descobrir: capotei, reparos, pilotagem com óculos de motocross, comer poeira, ficar sem para-brisas novamente, agora com um pássaro, furo no pneu”, escreveu o piloto ao comentar sobre o “aprendizado intensivo” neste sábado.
Fernando Alonso capota em estreia nos ralis na África do Sul (Foto: Diário AS/Twitter)

Na sexta-feira, dia que marcou a especial de classificação, Alonso finalizou em terceiro lugar, somente atrás de Henk Lategan, piloto que lidera o campeonato, e de Giniel de Villiers, campeão da competição, dono de larga experiência no Dakar e vencedor do maior rali do mundo há dez anos.

 
Porém, neste sábado, Alonso conheceu o outro lado, bem mais difícil, do rali. Logo na primeira especial, o piloto acabou perdendo o controle do seu Toyota Hilux e capotou. Fernando e Marc Coma conseguiram colocar o carro de volta em posição para voltar a correr, ainda que com danos no para-brisa. Sem o vidro de proteção, a dupla literalmente comeu poeira na sequência da prova.
 
Em termos de tempo de prova, Alonso e Coma perderam cerca de 20 minutos, mas regressaram com bom ritmo. A dupla conseguiu andar novamente atrás de Lategan e Giniel de Villiers, que serve como uma espécie de mentor de Alonso na sua incursão no mundo dos ralis.
 
A sequência da sua preparação rumo ao Rali Dakar tem um novo desafio previsto para outubro com a disputa do Rali do Marrocos. A prova costuma ser uma prévia do maior rali do mundo e costuma contar com os principais nomes do cross-country mundial. O Dakar em 2020 vai ser disputado na Arábia Saudita.
 

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar