Tempo nublado paira sobre Nova Odessa para final brasileira do Red Bull Kart Fight

É com muitas nuvens do céu e num dia abafado que o Red Bull Kart Fight definirá seu primeiro campeão brasileiro, que garantirá vaga para a final mundial, em Bolonha, na Itália

Chegou o dia da final para 42 pilotos de kart indoor que, por três meses, tentaram garantir suas vagas para a decisão brasileira do Red Bull Kart Fight. Alguns tentaram apenas uma vez. Outros, várias vezes. Neste sábado (27), no Kartódromo MMoa, em Nova Odessa, no interior paulista, apenas um sairá como campeão e carimbará o passaporte para disputar a final mundial do torneio que procura pelo melhor kartista amador do planeta.

A manhã começou com tempo fechado e muitas nuvens do céu, mas isso não reflete em baixas temperaturas. Com os termômetros marcando 24ºC, o tempo está bem abafado no circuito onde acontecem as competições.

Tempo em Nova Odessa está bem abafado para a final do Red Bull Kart Fight (Foto: Renan do Couto/Instagram)

Ao todo, serão disputadas três corridas. Duas classificatórias, nas quais os 42 finalistas serão divididos em dois grupos de 21 competidores. Os dez melhores de cada avançam para a bateria decisiva, que será no formato de knock-out – a cada volta, a partir da quinta passagem, o último piloto será eliminado.

O evento conta com a presença de dois pilotos profissionais patrocinados pela Red Bull: Daniel Serra, da Stock Car, e Felipe Fraga, da F-Renault. Fraga, inclusive, pilotará o safety-kart, que será acionado em determinados momentos da bateria final.

Grande Prêmio acompanha direto do Kartódromo MMoa as baterias decisivas do Red Bull Kart Fight com o repórter Renan do Couto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube