Abreu mantém apoio da Shell, mas troca de equipe em 2020: vai para Crown Racing

Átila Abreu é mais um piloto com patrocínio da Shell que se mantém no grid da Stock Car em 2020, mas em outra equipe: na próxima temporada, o sorocabano correrá pela Crown Racing

A Shell Racing anunciou neste domingo (24) mais uma mudança entre seus pilotos para a Stock Car em 2020: depois de Ricardo Zonta se transferir para a RCM, foi a vez da confirmação de que Átila Abreu também deixa a TMG e que correrá o próximo ano pela Crown Racing.

Aos 32 anos, Abreu tem 15 vitórias e 40 pódios na Stock Car, em que corre desde 2008 e, desde 2016, com apoio da Shell. Já a Crown passou a ter esta nomenclatura na atual temporada, em que conta com Gabriel Casagrande e Marcel Coletta como dupla titular. Não foi confirmado quem deixa o time para a entrada de Abreu.

"Estou muito feliz. A Crown Racing se mostrou nas últimas temporadas uma equipe de ponta, com pilotos muitos bons, uma estrutura e estafe técnico realmente diferenciados. Então poder fazer parte da família deles me deixa muito feliz. Tenho certeza de que vou aprender muito com a metodologia de trabalho deles. Espero somar bastante", comentou Abreu.

"Faço essa mudança em busca do meu objetivo, que é buscar o título da categoria. Vejo eles muito bem neste fim do ano. O regulamento do ano que vem tem algumas mudanças, mas você vê uma equipe que tem essa estrutura, que já teve um carro Peugeot e depois mudou e conseguiu se adaptar. Mostra que tem um corpo técnico que se adapta rapidamente a novos regulamentos. Isso me enche de esperanças e de vontade de chegar ao ano que vem ainda mais preparado para buscar o título, sem perder o foco nessas últimas corridas", seguiu o #51.

Átila Abreu (Foto: José Mário Dias)

Na atual temporada, Abreu perdeu duas etapas por lesão na vértebra, após acidente nos treinos no Velopark, abertura do campeonato. Ele ficou fora também na primeira das duas etaps realizadas no Velo Città. Ele chegou a Goiânia, neste final de semana, ocupando o 13° lugar, com 134 pontos

"Obviamente estamos num ano diferente do que gostaríamos, mas no fim agora começamos a mostrar mais performance, brigando por vitórias. Vamos focar nessas últimas duas corridas do ano, e aí sim virar a chave para 2020, porque tem muita coisa diferente, com duas montadoras."

"O regulamento ainda não está escrito, tem muita coisa para 2020. Espero que junto com a equipe, não sei ainda qual será meu companheiro de equipe, qual o corpo que a equipe vai ter, mas tenho certeza de quem ficar lá serão pilotos de ponta, com os quais poderemos trabalhar juntos, somar para elevar o time cada vez mais e colocá-lo no nível em que se encontra hoje, que é brigando por vitórias e sendo protagonista. Vou tentar somar com o time justamente para manter o que eles vêm fazendo nos últimos anos", concluiu.

Outro a comentar a aposta em trocar Abreu de time foi Vicente Sfeir, gerente da Shell – e ele não esconde: o plano é colocar Abreu em posição para brigar pelo título. "Assim como havíamos antecipado a ida do Ricardo Zonta para a RCM, agora temos o anúncio do Átila na Crown Racing. O objetivo é claro: brigar pelo campeonato."

"Nada mais certo do que ter nossos pilotos nos times que foram campeões nas últimas temporadas. A Crown foi campeã em 2015 e 2016, e colocar o Átila num time que em 2019 vem frequentemente largando na frente e vencendo corridas é o caminho mais rápido para brigar pelas vitórias e pelo sonhado título da categoria. Basicamente, a estratégia é simples: ter os nossos pilotos nas melhores equipes da categoria no ano que vem", finalizou o dirigente. 

A Stock Car volta após Goiânia, em sua decisão, no dia 15 de dezembro, em Interlagos. A corrida única terá pontuação dobrada e definirá o campeão de 2019. O GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco'. 

Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube