Stock Car
08/09/2018 11:20

Após acidente com mecânicos, Stock Car passa a exigir roupa antichamas e capacete para ida ao pit-lane

Exigência de roupa antichamas passa a ser válida na etapa do Velo Città. Em Cascavel, corrida deste final de semana da Stock Car, quem desejar andar pelo pit-lane precisa usar, ao menos, capacete. Medidas surgem após acidente que deixou mecânico com traumatismo craniano em Campo Grande
Warm Up, de Cascavel / FELIPE NORONHA, de Cascavel
 Acidente na parada de boxes na corrida da Stock Light em Campo Grande (Foto: Reprodução/Sportv)
AVISO: IMAGENS FORTES

O acidente que deixou um mecânico com traumatismo craniano no boxes de Campo Grande, durante a corrida 2 da Stock Light na capital sul-mato-grossense (assista ao vídeo acima), fez com que a Stock Car tomasse medidas de proteção a quem deseja andar e/ou trabalhar no pit-lane de suas etapas.

Em Cascavel, que recebe rodada dupla no próximo domingo (9), as primeiras medidas tomadas são a obrigação do uso de capacete e de roupa com manga comprida para que a entrada no pit-lane seja liberada.

Já a partir da etapa do Velo Città, em duas semanas, o GRANDE PRÊMIO apurou que será exigido uso não só de capacete, mas também de roupa antichamas. Desta forma, o acesso para quem não estiver com tais vestimentas fica liberado apenas até os boxes.
Acidente na parada de boxes na corrida da Stock Light em Campo Grande (Foto: Reprodução/Sportv)
No dia 19 de agosto, a corrida 2 da Stock Light foi encerrada após apenas 13 voltas após três mecânicos e integrantes de equipe serem atingidos, na saída do pit-lane, pelo carro de Erik Mayrink, que havia sido tocado por Gabriel Lusquiños. 

Eles ficaram internados na Santa Casa de Campo Grande, mas foram liberados cerca de 10 dias depois.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o fim de semana da etapa de Cascavel da Stock Car com Felipe Noronha, Fernando Silva e Rodrigo Berton.