carregando
Stock Car

Após estreia surpreendente no Velopark, KTF e Gomes enxergam “futuro animador com carro competitivo”

Marcos Gomes estreou pela novata KTF no Velopark brigando por vitória por boa parte da corrida 500 da Stock Car. Após problemas na bomba de combustível, acabou em sexto - um bom resultado para uma equipe que abria sua história na categoria. Agora, eles já sentem que dá para ir além

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
A estreia de Marcos Gomes pela KTF no Velopark foi das melhores possíveis: apesar de andar em uma equipe novata, o experiente piloto foi ao Q3 no treino de classificação e, na corrida, conseguiu terminar no top-6. Um começo promissor, algo reconhecido pelo piloto e pelo time do qual agora faz parte.

Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO na abertura da temporada 2019 da Stock Car, Gomes deixou claro que sabe que andar por uma equipe estreante é tarefa difícil, mas ocnsegue projetar um avanço rápido - ainda mais do que conseguiu mostrar na primeira etapa do ano.

"Tenho certeza que o carro vai ser competitivo. Eu vinha falando com o Enzo (Bortoleto, chefe da equipe), com o Guilherme Ferro (outro dos dirigentes), e eles estavam sempre me reportando a preparação do carro, então eu vi que valia a pena o desafio. Óbvio, não dá para prometer vitória nas primeiras etapas, mas acredito que até a metade do ano estaremos parelhos com as equipes grandes da categoria. E sem dúvida esperamos uma surpresa em 2019", disse Gomes.

Marcos Gomes e Enzo Bortoleto, da KTF, no Velopark (Foto: KTF)
Se não fosse um problema na bomba de combustível na parada que fez no Velopark, o #80 talvez tivesse se mantido na briga contra Daniel Serra e Rubens Barrichello pela vitória, coisa que conseguiu na primeira parte da prova no Sul do país. Mesmo assim, ele ficou animado com o que pode acontecer a partir da segunda etapa do ano.

"O carro tinha potencial para pódio, mas tivemos problemas na bomba de combustível logo depois do pit-stop. Independentemente do resultado, é animador saber que tive um carro competitivo nas mãos na primeira vez que o colocamos na pista."

"Óbvio que eu falo que vamos lutar por vitórias a partir da metade do ano porque estou sendo cauteloso, já que a equipe é nova. Eu sempre digo que é muito mais difícil ser uma equipe estreante do que um piloto estreante", finalizou.

Marcos Gomes (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
O pensamento de Gomes é repetido por Bortoleto, que disputou a Stock Light em 2018, brigando pelo título até a final em Interlagos, mas que em 2019 optou por se manter apenas como chefe da KTF.

Ao GP
,  ele confirmou pensar em triunfar já nesta temporada de estreia da equipe: "Acho que é bem possível, o Marcos tem um nível técnico muito bom, foi campeão da Stock Car, não é qualquer um."

"Ele traz bagagem muito grande. O corpo técnico da equipe é muito bom. A gente realmente conseguiu organizar algo bem bacana, para fazer tudo que for necessário para ter um carro bem bacana", finalizou.

A KTF e Marcos Gomes voltam à pista entre os dias 4 e 5 de maio para a segunda etapa da Stock Car em 2019, que terá como palco o Velo Città.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.