Stock Car

Após três anos na Vogel, Khodair retorna para Full Time e vira parceiro de Barrichello em 2014

Allam Khodair vai deixar a equipe Vogel após três anos para voltar a correr na Full Time, de Maurício Ferreira, na temporada 2014 da Stock Car
Warm Up, de Interlagos / RENAN DO COUTO, de Interlagos
 Allam Kodhair (Foto: Rodrigo Berton / Grande Prêmio)

A cobertura completa da Corrida do Milhão no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da Stock Car em Interlagos
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Não é oficial, mas já é de domínio público a informação de que Allam Khodair vai disputar a temporada 2014 da Stock Car pela Full Time. O próprio piloto já comenta abertamente sobre a mudança de casa, ou melhor, o retorno para a velha casa, pela qual competiu até 2010.

Depois de fechar o segundo semestre de 2012 em alta, Khodair entrou em 2013 com uma expectativa bem elevada. Só que foi daqueles anos em que deu tudo errado. O ‘Japonês Voador’ andou muito bem em ritmo de classificação e ocupou as primeiras posições em várias provas, mas não conseguiu transformar isso em resultado final por diversos problemas – especialmente com os pneus.

Khodair e a Vogel enfrentaram alguma dificuldade para se adaptarem aos pneus fornecidos pela Pirelli para a categoria desde o início deste ano. Ele é, aliás, o piloto considerado mais agressivo pelo engenheiro responsável pelos compostos da categoria, Jonathan Wells. Ao mesmo tempo, a própria fabricante admitiu que subestimou a potência dos carros da Stock Car e, por isso, desenvolveu um pneu maior e mais resistente para 2014.
Allam Khodair sairá da Vogel após três anos (Foto: Rodrigo Berton / Grande Prêmio)
Khodair explicou ao GRANDE PRÊMIO em Interlagos que tomou a decisão baseado em alguns interesses. “Não foi 100% minha a decisão. Tem patrocinador novo, os meus próprios patrocinadores também participam, rolou a oportunidade de voltar para lá. É a minha casa antiga, onde ganhei quatro corridas, disputei título e confio bastante no trabalho do Maurício Ferreira, estou feliz também por ter o Rubinho como parceiro, então acho que te tudo para ser um ano muito bom”, disse.

Apesar do ano ruim, ele garante que a saída da Vogel foi tranquila. “A Vogel é uma equipe supercompetitiva, estou saindo superagradecido. A gente fez um ótimo trabalho nestes três anos, ganhamos corridas e fizemos diversas poles”, destacou. “De resultado final, foi um dos piores anos, mas cheguei a liderar corridas. Na parte competitiva, a gente estava muito bem”, exaltou.

“A gente demorou um pouco para se adaptar ao pneu. Agora já está meio que achando o caminho, porém, vai mudar o pneu. Com certeza, 80% dos problemas, no ano que vem, seriam automaticamente corrigidos. Meu pneu furou em cinco corridas. Era um erro de concepção da equipe com o pneu e do pneu com a categoria, tanto é que vão trocar”, ponderou Allam.

Khodair falou bem também da parceria que formará com o piloto que mais corridas disputou na F1 e que está na Stock Car desde o fim de 2012, tendo marcado uma pole na atual temporada, na etapa de Cascavel. “Acho que são só pontos positivos. O Barrichello não só dentro da pista, como fora, com suas histórias e experiências pessoais, é um cara muito bacana. Admiro ele não só como piloto, mas também como pessoa, então acho que tenho bastante a aprender observando ele, trocando informação, acho que tem tudo para ser um ano muito bacana de parceria com ele”, concluiu Allam.

A Vogel agora precisa se mexer para substituir não somente Khodair, mas também Fábio Fogaça. O sorocabano vai correr pela Carlos Alves em 2014. Mauro Vogel disse que está negociando com quatro pilotos, cujos nomes não revelou.

GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' a Corrida do Milhão da Stock Car em Interlagos com os repórteres Hugo Becker e Renan do Couto e os fotógrafos Felipe Tesser e Rodrigo Berton.Acompanhe o noticiário aqui.