Stock Car

Barrichello diz que “coração está se aguentando” com emoção nas provas e “bate na porta” por título

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO ainda no pódio da corrida 2 do Velo Città, Rubens Barrichello comentou sobre mais um pódio conquistado no final de uma prova. E que “preferiria sem emoção”, mas que o coração “está se aguentando” mesmo assim
Warm Up / FELIPE NORONHA, do Velo Città
 Rubens Barrichello no pódio do Velo Città (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)

Ainda no pódio da corrida 2 no Velo Città, no qual subiu na terceira colocação, Rubens Barrichello falou de forma exclusiva ao GRANDE PRÊMIO sobre como tem resistido às emoções que vive na pista - ainda mais depois de um ano o qual começou indo para o hospital com uma suspeita de AVC.

Para Barrichello, o importante é que o coração está bem, apesar de que talvez algo menos dramático fosse melhor: " "Eu preferiria com menos emoção, de coração. O coração está se aguentando. Mas foi muito legal. Estou que nem o vinho, um pouquinho mais velho e um pouquinho melhor."

Sobre a corrida 2, analisou sobre como conseguiu superar o 14° lugar no grid e a 11° posição ao final da corrida 1:  "Que emoção. Não estava tão competitivo, mas lutando ali pelas posições intermediárias, faltou um cabelinho para virar entre os 10 primeiros (corrida 1). Mas com o carro intacto, lutando, sabendo priorizar a economia do push."
Rubens Barrichello e Galvão Bueno no Velo Città (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)
"Eu tinha ali naquela hora (da ultrapassagem em Ricardo Zonta, no final da prova), então foi bom. Consegui me safar e fazer mais um pódio, que para a gente é importante", seguiu.

Sobre chances de título, deixou claro: mantém a esperança. Após a rodada dupla no Velo Città, ele aparece em quarto, com 161 pontos. Daniel Serra, o líder, tem 234. "Daniel está absoluto, está muito bem, mas a gente está ali, batendo na porta."

"Com certeza (a esperança segue). A esperança, ainda mais em um ano desse, em que eu entrei no hospital daquele jeito, eu volto sempre a falar disso. Pode ter certeza que aqui no coração a gente tem esperança", finalizou o #111.