Barrichello revela problema nos freios e vê ida ao Q2 como “lucro”

Décimo colocado no grid de largada da decisão da Stock Car, Rubens Barrichello explicou que está tendo problemas com os freios em Interlagos. O piloto da Full Time avaliou que a passagem para o Q2 da classificação deste sábado (14) foi “lucro”

Rubens Barrichello não vive um fim de semana fácil em Interlagos na Stock Car. O #111 revelou que está com problemas com os freios na etapa e não consegue ser “agressivo do jeito que eu quero”.
 
Com 1min38s802 em sua melhor volta neste sábado (14), Barrichello ficou com a décima colocação no grid, que será liderado por Marcos Gomes.
 
Barrado ainda no Q2, Barrichello avaliou que o sábado em São Paulo segue a linha da temporada, com acontecimentos aqui e ali que acabaram por afetar o desempenho da Full Time.
Rubens Barrichello (Cauê Moalli/Grande Prêmio)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Na verdade, nós durante o ano não tivemos um problema para ser solucionado. Nós tivemos coisas que foram acontecendo que davam uma falta de performance aqui, um acontecimento lá, situações que não, realmente, aparte das primeiras duas provas, que a gente foi para o Q3, a gente não teve essa performance”, disse Barrichello em entrevista ao GRANDE PRÊMIO.

“Hoje, especificamente falando, eu tive problemas de freio, então desde hoje de manhã a gente não tem tido performance por eu não conseguir entender aonde que ele vai parar. Se ele vai travar dianteiro, se ele vai travar traseiro”, apontou. 

 
Rubens destacou que o asfalto de Interlagos ainda sente os efeitos da passagem recente de Fórmula 1 e Porsche, mas entende que esse é um problema comum de todos os pilotos.
 
“Acredito que a pista está bem, com a borracha que ficou a Fórmula 1, da Porsche, ela está diferente”, opinou. “Não é que eu tenha um problema solene que ninguém mais tem, eu acho que todo mundo está passando um pouquinho de perrengue com essa situação, mas o meu problema aqui foi freio”, sublinhou. 
 
“Eu não consigo parar do jeito que eu, ser agressivo do jeito que eu quero, então, tendo em vista isso, ter passado para o Q2 ainda foi lucro e ter dado uma melhoradinha foi ainda mais”, completou.
 

A decisão da Stock Car será em Interlagos será no próximo domingo (15), com corrida única, mas de pontuação dobrada, a partir de 10h10, e terá cobertura completa do GRANDE PRÊMIO ‘in loco’ com os repórteres Felipe Noronha, Pedro Henrique Marum, Juliana Tesser e Cauê Moalli. Acompanhe a cobertura.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar