Bueno cita “regra estúpida”, mas entende polêmica com Maurício em Goiânia

Cacá Bueno deu sua versão sobre a polêmica que envolveu Ricardo Maurício em Goiânia. O titular da Cimed afirmou que a regra que puniu o piloto é "estúpida", mas mostrou entender os motivos da Cimed ter feito a reclamação com a CBA

Cacá Bueno decidiu dar sua visão sobre a punição aplicada a Ricardo Maurício na etapa de Goiânia da Stock Car. Apesar da sanção já ter sido tirada, o competidor comentou que apesar de a regra ser estúpida, é preciso ser cumprida já que puniou outros pilotos no passado.

Na etapa de Goiânia, o #90 fez uma corrida 2 quase irretocável. O resultado veio no final, quando cruzou a linha de chegada na primeira colocação e garantiu a vice-liderança da classificação e seguia bastante vivo na briga pelo título.
 

Entretanto, com uma reclamação da equipe Cimed em nome de Cacá Bueno, a CBA decidiu por desclassificar o piloto por conta de um problema em sua luz de freio. A decisão, inclusive, veio apenas quatro horas após a bandeirada final.
 
Obviamente, a RC Eurofarma recorreu a decisão e, poucos dias antes da Super Final da Stock Car, conseguiu reverter o resultado e garantir o triunfo e os importantes pontos para a classificação. Com isso, Ricardo chega a Interlagos com 18 pontos de atraso para Daniel Serra.
Ricardo Maurício (Foto: Luis Franca/Vicar)
Bueno, então, comentou com o GRANDE PRÊMIO sobre a sanção, dizendo não concordar com a regra, mas entender os motivos de sua equipe. “Houve um gigantesco mal entendido sobre isso, Ricardinho sabe disso, nós nos ligamos e falamos. Fiquei sabendo que eu que reclamei pela imprensa três dias depois. Realmente, minha equipe reclamou e não tiro a razão da minha equipe, entendo o que eles pensam”, disse.
 
“Eu, pessoalmente, Cacá Bueno, talvez não reclamaria, mas entendo a equipe. Nós, como equipe, já fomos punidos duas vezes pelo mesmo assunto e nenhum outro piloto se manifestou, nem Ricardo Maurício, se manifestou falando que era sacanagem comigo ou Marcos Gomes. Ano passado, Marcos Gomes liderando a corrida no Velo Città tomou bandeira preta porque a luz não funcionava e naquele lance polêmico eu fui tirado do grid, não deixaram eu largar porque a luz de freio não funcionava”, seguiu.
 
“Também já aconteceu com Átila Abreu aqui em São Paulo, ele ganhando corrida, na ocasião outro piloto reclamou dele. Então assim, alguém reclamou de mim no Velo Città, se não me engano foi o Gabriel Casagrande que reclamou do marcos Gomes no Velo Città, foi o Thiago Camilo que reclamou do Átila Abreu em São Paulo, e não houve tanta polêmica. É uma regra estúpida, não deveria existir, mas ela existe, três outros pilotos foram punidos exatamente da mesma maneira que o Ricardinho”, continuou.
 
“Então não concordo com a regra dela existir, concordo, reconheço e dou total razão para o Ricardinho estar muito bravo, também estaria e fiquei quando aconteceu comigo, falei para ele que dava razão a ele, a regra é louca, mas já puniu três carros antes. Minha equipe se achou no direito de reclamar, as reclamações têm que ser feitas no nome de alguém e colocaram no meu nome e eu, particularmente, não teria feito, mas eu entendo o motivo da equipe, já sofreu duas vezes antes”, emendou.
 
“É complicado você achar injusto uma coisa que aconteceu anteriormente e você não se manifestou. Tomara que a partir desse momento a regra mude, acho severa demais por algo que alguém fez propositalmente, mas é a regra e já puniram três pilotos em condições iguais”, concluiu.

A decisão da Stock Car será em Interlagos, no dia 15 de dezembro, com corrida única, mas de pontuação dobrada, e terá cobertura completa do GRANDE PRÊMIO ‘in loco’.

 

Paddockast # 45
OS MELHORES E OS PIORES PILOTOS DA F1 2019

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube