Stock Car

Cacá diz que pontuação dobrada na última prova é como deixar Globo fora do ar por duas horas

Cacá Bueno só está disputando o título da Stock Car na Corrida do Milhão por causa da pontuação dobrada, mas não gosta da regra por achar que ela pune quem fez um trabalho melhor ao longo do ano
Warm Up, de Interlagos / RENAN DO COUTO, de Interlagos
 Cacá Bueno (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

A cobertura completa da Corrida do Milhão no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da Stock Car em Interlagos
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O pentacampeão Cacá Bueno usou uma metáfora que ele mesmo classificou como “besta” para demonstrar o que pensa da regra da pontuação dobrada na última prova de um campeonato, existente na Stock Car desde 2012 e adotada pela F1 para 2014: “A Globo tem mais audiência do que os outros, então ela só pode transmitir 22h de programação, e não 24h. Vamos puni-la.”

Esse é um ponto de vista que o piloto gosta de defender: o de se evitar medidas artificiais que visam aumentar a competitividade. Mas apesar de não gostar deste item do regulamento, Cacá ponderou que esse é o último item com o qual não concorda dentre as regras da Stock Car.
Cacá Bueno é contra a regra da pontuação dobrada (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Eu sou do lado da justiça esportiva. Acho que a justiça está no mérito, e se você é mais capaz, mais competente e tem uma estrutura melhor, você tem que ser premiado por isso, não punido por isso. Não gosto”, falou ao GRANDE PRÊMIO.

“Então preferia não ter nenhuma chance neste ano, mas em outros anos ter conquistado o campeonato mais facilmente. Mas, de todas as mudanças que foram feitas, parece que a maioria delas estão sendo voltadas atrás e indo para um caminho mais bacana. Hoje a gente tem uma classificação dividida em grupos, mais longa e com menos carros, vamos ter mais corridas. Não dá para fazer duas de 40 minutos, não cabe na televisão. Nisso, a gente tem que entender a parte do promotor. Mas, em 21 provas, a sorte define menos, porque você tem mais etapas para mostrar seu valor”, elogiou.

“No fundo, no fundo, não dá para reclamar da pontuação dupla no final. Ainda há umazinha que eu não gosto tanto, mas faz parte do show, e a gente fica feliz que parece que a categoria voltou a ter uma curva de crescimento adequada, com qualidade de patrocinadores, de pilotos, regras mais claras... Parece que a categoria está de novo crescendo para o lado do bem”, finalizou Cacá.

Quarto colocado na tabela de pontuação, o pentacampeão está 25 pontos atrás de Thiago Camilo e depende de uma combinação de resultados para conquistar o hexa. Camilo, Daniel Serra e Ricardo Maurício precisam apenas vencer para serem campeões.

GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' a Corrida do Milhão da Stock Car em Interlagos com os repórteres Hugo Becker e Renan do Couto e os fotógrafos Felipe Tesser e Rodrigo Berton.Acompanhe o noticiário aqui.