Stock Car

Camilo abre Stock Car com pole no Velopark por “volta por cima” após ano “muito difícil” em 2018

Depois de brigar pelo título até a corrida derradeira em 2017, Thiago Camilo não conseguiu se manter no topo para o ano seguinte. Com problemas no carro, viu a equipe começar a trabalhar para a atual temporada mais cedo. Assim, sair na pole neste domingo (7) tem “significado especial” para o piloto

Grande Prêmio, do Velopark / FELIPE NORONHA, de Nova Santa Rita
Thiago Camilo teve um ano complicado em termos de desempenho em 2018 — o que acarretou em um décimo lugar na classificação da Stock Car, após temporada em que brigou pelo título até a última corrida.

Desta forma, largar na pole neste domingo (7), no Velopark, palco da abertura da temporada 2019 da Stock Car, é algo que o piloto da A. Mattheis Ipiranga considera especial.

Para Thiago, é um sinal de "volta por cima" e de que o novo ano deve ser bem melhor que o que viveu até o último mês de dezembro. "(Essa pole é) Por tudo que a gente passou ano passado. Foi um ano muito difícil, não só para mim, mas para toda equipe", afirmou.

"Ter brigado pelo campeonato em 2017, e depois ter começado 2018 com boas expectativas e ter ocorrido tudo ao contrário foi muito frustrante. Estou muito feliz pela recuperação da equipe, por ter conseguido dar essa volta para cima", disse Camilo após o treino de  classificação do último sábado.

"Quando a gente consegue brigar por vitórias, todo mundo está sorrindo e contente. Mas quando acontrece uma adverrsidade são poucos que conseguem se recuperar e voltar com força ainda maior. Acredito que a gente tem um material ainda melhor que em 2017. A Stock Car talvez seja a categoria mais competitiva do mundo, pilotos de nível atíssimo. Então foi o primeiro passo para consolidar o trabalho que a equipe teve para me entregar um carro competitivo", seguiu.
Thiago Camilo festeja a conquista da primeira pole do ano na Stock Car (Foto: Duda Bairros)
Thiago, porém, já se preocupa com a corrida, e chamou o treino de "primeiro passo": "Na corrida vamos tentar concretizar o resultado. Largar na pole é uma vantagem boa, ajustamos o carro para as duas condições e estamos preparados para ambas (pista seca e chuva)".

Segundo Camilo, a pole é ainda mais valorizada por ganhar "significado especial" graças às adversidades vividas em 2018: "Demos a volta por cima logo na primeira corrida de 2019. A corrida é longa, tem estratégia, pit-stop, vamos concentrar para fazer o melhor". 

Por fim, o dono do carro #21 comentou sobre como esportistas precisam de bons resultados para se manter felizes dentro do que escolheram fazer na vida: "Acho que o esportista em geral pensa em vitórias, e eu passei um ano difícil. Quero recuperar isso. O esporte às vezes é um pouco ingrato. Ter começado 2019 depois do ano que tive é muito gratificante", concluiu.

A largada da corrida 500 da história da Stock Car está marcada para 11h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a etapa de abertura da temporada 2019 com o repórter Felipe Noronha.