Carros da Stock Car devem contar com borboletas de câmbio para temporada 2014

Está quase certa a introdução de borboletas de câmbio nos carros da Stock Car na temporada 2014, substituindo as alavancas de câmbio que são utilizadas atualmente

A cobertura completa da Corrida do Milhão no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da Stock Car em Interlagos
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Os carros da Stock Car devem passar a ter borboletas de câmbio – o também chamado ‘paddle shift’ – para trocar de marchas a partir do próximo ano, substituindo as alavancas que são utilizadas atualmente. A decisão ainda não foi tomada, mas está em vias de, como apurou o GRANDE PRÊMIO.

A mudança não deve interferir muito na performance dos modelos JL-09, mas algumas alterações sutis serão provocadas pelo novo sistema, exigindo uma pequena adaptação por parte dos pilotos.

Carros da Stock Car terão 'paddle shift' a partir do ano que vem (Foto: Felipe Tesser/Agência Warm Up)

Átila Abreu, da equipe AMG, acredita que a novidade tem seus prós e contras. “Acaba até facilitando, pois tem piloto que tem dificuldade para fazer o punta-taco. Eu freio com o pé esquerdo, então, nessa questão, é até pior para mim, acabo não tendo uma vantagem sobre os outros competidores. Pensando por isso é ruim. Por outro lado, fazendo punta-taco, você tem o consumo de combustível mais alto. Uma vez que todos tenham o paddle shift, que eu acabo ganhando nisso”, explicou o sorocabano.

Átila destacou que será preciso ser um pouco mais cuidadoso na hora da redução das marchas. “Tem piloto que anda muito segurando no câmbio, tentando reduzir a marcha do câmbio. Esses pilotos não vão poder fazer isso daí, vão ter que andar o que o giro permitir. Não adianta vir encavalando marcha atrás de marcha que alguma pode não entrar e , na hora de acelerar, você está com uma marcha acima do que deveria. Então vai ser o costume de andar com essa tecnologia”, completou.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Para o campeão da temporada 2010, Max Wilson, acaba sendo “quase que indiferente”.

“A gente não tem paddle shift, mas a gente tem o câmbio sequencial e ninguém nunca teve problema com isso. É muito mais para o marketing da categoria. Qualquer carro de rua tem. Não é bem o nosso, que é muito mais evoluído, mas isso aí para mim é indiferente”, opinou.

GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' a Corrida do Milhão da Stock Car em Interlagos com os repórteres Hugo Becker e Renan do Couto e os fotógrafos Felipe Tesser e Rodrigo Berton.Acompanhe o noticiário aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube