Stock Car

Com boa fase de Osman como destaque, Shell volta a Campo Grande após sucesso em 2018

Galid Osman vive boa fase e pontuou nas últimas seis provas da temporada da Stock Car. No forte calor de Campo Grande, a expectativa dele e da Shell é de seguir a toada e crescer no campeonato. Além dele, Ricardo Zonta, Átial Abreu e Gaetano di Mauro têm boas expectativas

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Um ano atrás, em 2018, Ricardo Zonta faturou a vitória na pista e Átila Abreu foi ao pódio com um segundo lugar em Campo Grande. Também por isso, o quarteto de pilotos chega animado para o que Gaetano di Mauro chamou de "desafio legal". A expectativa é que a temperatura se aproxime de 35°C, o que vai render em mais de 60°C no cockpit e dificuldade para controlar os pneus. A dificuldade está lá, mas Galid Osman, que vem numa sequência de bons resultados, quer pegar o elevador no campeonato mesmo assim na Stock Car
 
Galid ocupa a nona posição do campeonato e já marcou 80 pontos - são seis provas seguidas indo à zona de pontuação. Agora, ele espera, é momento de brigar para crescer. 
 
"É uma das poucas pistas em que nunca tive pódios na Stock Car, mas estou vindo de uma fase muito boa, na qual somei muitos pontos nas últimas seis corridas. Quero aproveitar essa fase para manter uma linha crescente e subir no campeonato. Estamos em nono, dentro da nossa meta, e agora é manter ou até mesmo crescer", disse.
Ricardo Zonta (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
Para Ricardo Zonta, o objetivo é recuperar campo após etapas de menos sucesso que aquelas no começo do campeonato.
 
"Temos o objetivo de conquistar um bom resultado e recuperar alguns pontos perdidos nas últimas etapas. Vamos na luta para tentar fazer um bom fim de semana e somar o maior número possível de pontos."

Já Átila Abreu, que perdeu corridas por conta da lesão na vértebra, segue na busca de entrar no top-10 do campeonato.
 
"Meu foco principal é ter uma boa classificação, até para conseguir largar no pelotão da frente e ter um bom ritmo para conseguir bons pontos. É uma etapa para pontuar bem e subir na tabela. É uma pista que tem um desgaste de pneu alto, mas tem muitos pontos de ultrapassagem, gosto bastante. Foi lá que conquistei meu primeiro pódio na Stock Car. Tivemos um bom resultado lá no ano passado e espero crescer na tabela e chegar aos dez primeiros mesmo tendo ficado fora de duas etapas."
Gaetano di Mauro (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
Di Mauro segue pegando cancha na Stock Car. Mesmo sem bons dias em Londrina, segue indo aos pontos na maior partes das provas. 
 
"Campo Grande é uma pista de muita precisão. Vai ser mais um fim de semana curto de apenas dois dias, no qual tudo acaba acontecendo muito rapidamente, mas vamos encontrar diferentes momentos de pista a cada saída pelo fato de não ser uma pista muito usada, mas com certeza é um desafio legal para nós pilotos. Estou animado para a corrida" finalizou.


Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM
AJUDE O GP
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.