Stock Car

Com bom retrospecto, Shell parte para etapa de Londrina embalada por vitória de Zonta e homenageia Lauda

Em grande forma na temporada 2019 da Stock Car, a Shell vem de grande vitória conquistada por Ricardo Zonta em Goiânia e segue rumo a Londrina, onde triunfou nos dois últimos anos. Os seis carros estampados pela principal patrocinadora do esporte a motor no Brasil vão levar homenagens a Niki Lauda, tricampeão mundial de F1

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
O fim de semana marca a disputa da quarta etapa da temporada 2019 da Stock Car e também a terceira rodada dupla do ano na Stock Light. A Shell vai embalada para Londrina por conta da vitória conquistada por Ricardo Zonta há três semanas, em Goiânia. O Autódromo Internacional Ayrton Senna foi palco de vitórias da Shell nas duas últimas temporadas, com Zonta em 2017 e Átila Abreu no ano passado, de forma que a expectativa é de mais um bom resultado no norte do Paraná. Em Londrina, os seis carros estampados pela principal patrocinadora do esporte a motor no Brasil vão levar homenagens a Niki Lauda, tricampeão mundial de F1 e ícone do automobilismo, que morreu no último dia 20 de maio.
 
A Shell vem de uma etapa forte em Goiânia pela Stock Car. Não apenas pela vitória de Zonta na primeira corrida da rodada dupla, mas também pela performance como um todo de Galid Osman, que viveu seu melhor fim de semana no ano e vem mostrando forte evolução, andando entre os dez primeiros nas duas provas. Átila Abreu, que voltou de lesão sofrida no Velopark, correu sua primeira etapa no ano e marcou pontos, assim como Gaetano di Mauro, jovem talento da Academia Shell Racing.
 
A principal novidade para o fim de semana é que os carros de Zonta, Átila, Galid, Di Mauro e os dois que aceleram na Stock Light, com o campeão Raphael Reis e o estreante Diego Ramos, vão levar homenagens a Lauda, com o nome do lendário piloto austríaco sendo levado com a mesma tipologia utilizada entre 1974 e 1977, época em que Niki correu pela Ferrari.
Ricardo Zonta vem de vitória na última etapa da Stock Car, em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
Quanto à etapa do fim de semana, o traçado do Autódromo Internacional Ayrton Senna tem 3.055 m de extensão, bastante seletivo e traz trechos com diversas retomadas de aceleração, fator que exige tração muito eficiente dos carros. Outro fator muito importante diz sobre a gestão de pneus, uma vez que o asfalto do circuito é antigo e bastante abrasivo.
 
Zonta, em grande fase no campeonato, recordou o bom histórico que ostenta em Londrina, sendo que a etapa deste fim de semana é praticamente em casa para o curitibano. “Além da vitória que tivemos em 2017, no ano passado tive um pódio na primeira corrida. Nessa prova, estava pressionando o Rubens Barrichello depois do pit-stop na briga pela vitória, estava trocando push já pensando numa estratégia para ultrapassá-lo, mas deu um problema no cilindro do motor na parte elétrica e falhou o carro nas últimas oito voltas”.
 
“Perdi o segundo lugar na reta oposta na última volta porque meu push não dava potência. Isso mostra que meu carro estava afinado, classificamos entre os seis, então estamos chegando com uma boa base no acerto para essa corrida, e a meta é pontuar o máximo possível nas duas provas”, afirmou o dono do carro #10 da equipe chefiada por Thiago Meneghel.
Átila Abreu tem bom retrospecto e já venceu em Londrina (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
Átila, por sua vez, se mostra animado por voltar a um circuito onde costuma andar bem e a uma cidade que traz boas lembranças, e coloca a etapa deste fim de semana como importante para voltar a acelerar bem depois dos problemas sofridos na rodada dupla de Goiânia.
 
“É muito bom voltar a Londrina, uma pista em que venci no ano passado. Na verdade, nos últimos dois anos tive um bom resultado, brigando pela vitória. Então é uma pista que eu gosto muito, e a cidade me traz boas recordações: pelos resultados na Stock Car, pelos resultados no kart, foi lá que conquistei meu primeiro título brasileiro. Estou entusiasmado para voltar a competir de fato, já que em Goiânia tive muitos problemas”, explicou o sorocabano.
 
“Espero que tudo tenha sido resolvido e voltemos a performar, já que o ano começa agora para nós. Meu objetivo é voltar a brigar por poles, pódios e vitórias. Estar sempre como protagonista é algo que podemos brigar sempre”, comentou o piloto da Shell V-Power.
Gaetano di Mauro acelera pela primeira vez em Londrina na Stock Car (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
A dupla da Shell Helix Ultra também se mostra empolgada para o fim de semana em Londrina. Gaetano di Mauro ressaltou a boa performance que costuma ter no norte do Paraná, enquanto Galid Osman chega motivado depois da sólida performance em toda a rodada dupla no Planalto Central.
 
“Londrina é uma pista muito boa para mim. O equilíbrio do carro é fundamental, com várias curvas em que freamos virando. É uma pista em que fui muito rápido na Light, já virei bem logo que cheguei. É uma pista muito técnica também”, contou o jovem piloto dono do carro #11 da equipe chefiada por Maurício Ferreira.
 
Osman, por sua vez, está ansioso para competir em Londrina. “A expectativa é boa. Estamos vindo de uma etapa muito boa em Goiânia, onde fomos competitivos. Estou bem animado com o carro e a equipe, e esperamos chegar bem preparados. É uma pista que eu gosto, sempre andei rápido lá, embora seja uma das poucas pistas do calendário que eu não tenho pódio. Estou com muita vontade de acelerar lá”, disse o paulista.
Galid Osman vem embalado pela boa jornada em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)
A programação do fim de semana de Stock Car começa na sexta-feira com um shakedown e dois treinos livres. No sábado, acontece a terceira sessão, pela manhã, e a definição do grid de largada a partir de 13h30. A largada da corrida 1 da quarta etapa da temporada acontece às 12h (horário de Brasília) de domingo, com a segunda e derradeira prova tendo início previsto para 13h08. A rodada dupla vai contar com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2.

Paddockast #20
Punições tardias, circuitos chatos... O que tem de acabar no esporte a motor?



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.