Com chance “improvável” de título, Casagrande mira vitória e erro de rivais em Goiânia

Pole-position neste sábado, Gabriel Casagrande abre a rodada dupla deste domingo ainda com chances de título da Stock Car. Mas o paranaense depende não apenas das suas próprias forças, mas também do azar dos seus principais adversários. De qualquer forma, o dono do carro #83 é claro: “O que for para ser, vai ser”

 
Sétimo colocado no campeonato, Casagrande soma 223 pontos, 82 a menos em relação ao líder do campeonato, Daniel Serra. O dono do carro #83 precisa anotar 23 pontos a mais que o líder para se manter na luta pela taça — algo que possivelmente só ocorreria caso fosse ao pódio nas duas provas (o que só o próprio Serra e Maurício conseguiram no ano) e ainda visse o bicampeão não passar do 11° lugar. 
 
Depois, ainda teria que fazer contas para que Ricardo Maurício e Thiago Camilo também não abram vantagem. Dentre os concorrentes de Casagrande, o melhor posicionado no grid é justamente Camilo, que vai fechar a primeira fila em Goiânia. Felipe Fraga vai largar em quinto, com Serrinha partindo em sétimo. Maurício, por sua vez, vai iniciar a prova somente em 27º lugar.
Gabriel Casagrande vai largar na pole neste domingo em Goiânia (Foto: Bruno Terena/RF1)
Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO logo depois da classificação em Goiânia, Casagrande falou a respeito das suas chances de título, algo que o paranaense entende que poderia estar em melhores condições se não tivesse enfrentado problemas. Em Santa Cruz do Sul, por exemplo, Gabriel zerou — assim como Camilo —, enquanto no Velo Città fechou em 15º na corrida 2.
 
“Eu venho pensando nisso nas últimas três etapas. Acabei tendo problema no Velo Città, o que me deixou longe do meu objetivo, mas ainda acho possível disputar essa pontuação. Os problemas que aconteceram comigo podem acontecer com eles no domingo. Tenho tudo na mão para conquistar um bom resultado amanhã e esperar que algo de ruim aconteça com eles. Não posso torcer por isso, mas como sofri com problemas, eles podem sofrer também, todo mundo está sujeito”, disse.
 
“Então tenho essa esperança de que algo possa chegar a essa última etapa com chances matemáticas de título. Vou te falar que acho improvável, pelo que vem acontecendo nas últimas corridas, eles não têm deixado pontos escaparem muito facilmente”, considerou.
Gabriel Casagrande em Goiânia (Foto: Bruno Terena/RF1)
Casagrande deixou claro que, se notar que vai ter mais condições de somar pontos sacrificando uma eventual vitória no domingo, não vai pensar duas vezes. “Vou fazer minha corrida, tentar ganhar a primeira corrida, é meu pensamento. Se ver que dá para fazer mais pontos, talvez possa abrir mão disso. Não preciso provar nada para ninguém, já provei ao longo do ano, e não é uma vitória que vai me fazer me sentir mal”.
 
Com seis pódios na temporada, Casagrande deixa claro que o ideal é sempre estar na parte de cima para brigar pelo título, mas mostra satisfação com a performance obtida ao longo da temporada.
 
“Esses pódios que a gente vem conquistando só provam que a gente está rápido e que teria condições de estar brigando mais à frente do campeonato se não tivéssemos as condições adversas que aconteceram ao longo do ano. Estou feliz, confiante para o fim do ano, e o que for para ser, vai ser, que vença o melhor e que a gente possa estar pelo menos brigando”, complementou.
 
A largada da corrida 1 da Stock Car em Goiânia acontece às 11h (horário de Brasília) deste domingo, com a segunda prova tendo largada prevista para 12h02. O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a etapa de Goiânia com o repórter Felipe Noronha. Siga tudo aqui.

Paddockast # 43
QUAL FOI O MELHOR GP DO BRASIL QUE VOCÊ ASSISTIU?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube