Com mais vitórias e poles, Camilo valoriza vice após bater maior adversário: “Eu mesmo”

Thiago Camilo deixa a stock Car 2019 como quem mais venceu no ano e também quem anotou mais poles, além de triunfar na corrida final. Mas, mesmo assim, foi vice. Porém, o piloto da Ipiranga valoriza oque fez por um motivo: a comparação com 2018

Ele venceu a decisao da Stock Car no último domingo (15), foi o recordista de poles do ano (e da categoria, com seis) e também quem mais triunfou no ano, também com seis vitórias. Mas, mesmo assim, não ficou com o título. O roteiro da temporada de Thiago Camilo parece ter o desenho perfeito para deixar o piloto triste, mas não foi assim. O #21 preferiu ver com outros olhos a situação.

Após a decisão em Interlagos, que deixou Camilo como vice-campeão da principal categoria brasileira pela quarta vez, ele optou por comparar 2019 com 2018, ano em que foi apenas 10° e, também, o primeiro em que não venceu desde 2003. Assim, não houve por que lamentar ficar atrás só de Daniel Serra na pontuação final.

"É muito difícil fazer seis poles no ano. Acho que nunca mais vou conseguir. Muito feliz pelo trabalho da equipe e pela reação. E por ter conseguido vencer meu maior adversário naquele momento: eu mesmo", disse Camilo após a decisão.

"Era minha auto confiança em entrar na pista e saber que conseguiria fazer meu trabalho bem feito como nos outros anos. Em 2017 briguei com o Daniel pelo título até o final… Esse ano tive 50% das vitórias em corridas principais, seis poles, nove vezes na primeira fila… Acho que isso mostra o trabalho e a dedicação da equipe", seguiu.

Thiago Camilo protagoniza lindo pódio ao lado da filha em Interlagos (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Camilo relembrou as críticas que sofreu após um 2018 mais fraco que o que costuma apresentar: "É muito difícil quando você tem um ano ruim porque você é aquilo que você faz naquele momento – se você tem um ano ruim, deixa de ser um bom piloto, passa a ser criticado, não sabe correr com a cabeça…"

"E eu passei um ano de 2018 muito complicado nesse sentido. Ano duro, mas nem por isso deixei de acreditar, tanto na equipe, como em mim mesmo como piloto. Comecei 2019 muito focado e muito detemrinado. A equipe trabalhou muito bem e reagiu. O Andreas [Mattheis, chefe da Ipiranga], com humildade, reconheceu que precisávamos de mudanças e investimentos. E isso foi feito. É unânime a competitividade disso aqui. O quão no detalhe é disputado", completou.

Camilo anotou 366 pontos, ficando a 21 de Serra, o campeão. Ele já está acertado com a A. Mattheis/Ipiranga para 2020.

Carregando…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar