Com Stock Car “suficiente para mim”, Piquet vê prioridade em trabalho além-pista

Nelsinho Piquet tem corrido, de forma fixa, apenas na Stock Car. E no momento, para ele, é o suficiente - pois o foco tem passado também para empresas que mantém em outros ramos

Nelsinho Piquet deixou a Fórmula E no começo de 2019 e, no restante do ano, fez apenas a Stock Car. Tudo indica que este será o caminho para 2020, no qual continua na Full Time

É pouco? Para ele, não. Ao GRANDE PRÊMIO, afirmou que fazer apenas a categoria brasileira "é suficiente", e que tem pensando cada ve mais nos trabalhos fora da pista.

Nelsinho Piquet (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)

"Estou começando a trabalhar muito, corrida está sendo prioridade de certa forma, mas cada dia estou dando mais prioridade aos meus trabalhos, minhas empresas que tenho, restaurante, empresa de álcool, tenho empresa de cachaça, enfim, tem muitas coisas que estou fazendo e está tomando muito do meu tempo", contou o #33.

"Então não estou nem tendo tempo para procurar outras coisas para fazer, e hoje em dia tem muitos pilotos para poucas categorias, se eu não ficar em cima, batendo em porta, indo nos autódromos, isso e aquilo, acaba perdendo suas vagas", continuou.

Por fim, Piquet afirmou que em termos de automobilismo, poder fazer a Porsche e dar continuidade à sua equipe de kart nos EUA matam sua vontade de correr.

"Mas enfim, correr de Stock é suficiente para mim, já é bastante, tem as corridas de Porsche Endurance, tem minha equipe de kart nos Estados Unidos, que vou lá fazer umas corridas, já é o suficiente para ocupar meu tempo nos finais de semana que eu não trabalho", concluiu.

A Stock Car volta em 2020 no dia 29 de março, com o retorno da Corrida de Duplas em Goiânia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube