Di Grassi aproveita azar de Ramos e fecha primeira rodada dupla solo na Stock Car com vitória em Curitiba

Lucas Di Grassi fechou um fim de semana bastante positivo na sua estreia solo na Stock Car e terminou a corrida 2 em Curitiba no topo do pódio. O campeão da Fórmula E levou a melhor depois de César Ramos sofrer com um enorme azar quando partia para o triunfo. Cacá Bueno e Gabriel Casagrande completaram o pódio

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A primeira rodada dupla da temporada 2018 da Stock Car entregou aquilo que prometia desde o início do fim de semana: muita emoção e grandes disputas no Autódromo Internacional de Curitiba. Na segunda prova deste domingo (8), César Ramos despontou com grandes chances de finalmente vencer na categoria, mas o gaúcho da Blau levou muito azar e sofreu com uma pane que resultou no seu abandono. Lucas Di Grassi, que vinha logo atrás, tirou proveito para avançar à liderança e ir até o fim para vencer pela primeira vez na Stock Car, logo na sua primeira rodada dupla solo. Festa da Hero no circuito paranaense.

Cacá Bueno ficou muito perto e cruzou a linha de chegada em segundo, apenas 0s661 atrás de Lucas. E Gabriel Casagrande, que teve outra boa atuação, na esteira da forte performance na primeira corrida, completou no pódio em casa. Rubens Barrichello se recuperou da largada ruim na primeira corrida, reagiu e terminou em quarto, à frente de Antônio Pizzonia e Rafael Suzuki. Vitor Genz também se recuperou em relação à primeira corrida e fechou em sétimo, seguido por Ricardo Zonta e Thiago Camilo. 

Daniel Serra salvou alguns pontos ao terminar em décimo, enquanto Felipe Fraga, vencedor da corrida 1, abandonou por conta de problemas e um incêndio no seu carro.

Lucas Di Grassi festeja sua primeira vitória na Stock Car neste domingo (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)

A terceira etapa da Stock Car 2018 vai acontecer em duas semanas no Velopark, em Nova Santa Rita, região metropolitana de Porto Alegre.

Saiba como foi a corrida 2 da etapa de Curitiba da Stock Car

Antes da largada, a Stock Car anunciou os vencedores do Hero Push: Cacá Bueno, Thiago Camilo, César Ramos, Marcos Gomes, Ricardo Zonta e Felipe Fraga. E quem melhor se deu na largada foi Ramos, que partiu de terceiro para primeiro. Rafael Suzuki, o pole-position na esteira do grid invertido, não conseguiu manter a primeira posição e caiu para quinto lugar. Na primeira volta, porém, Marcos Gomes conseguiu passar Ramos para colocar a Cimed na frente, enquanto Lucas Di Grassi veio bem, na terceira posição.
 
A prova veio cheia de grandes disputas, como entre Galid Osman e Max Wilson, que após dividir a curva passou pela rama e voltou mais atrás no pelotão. E Bruno Baptista, que vinha fazendo outra boa corrida e era o sexto, rodou na entrada do S e ficou na contramão dos outros carros. 
Largada da corrida 2 em Curitiba nesta tarde (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)
Só que o grande destaque era a batalha pela vitória, que tinha Gomes, César Ramos, Di Grassi e Gabriel Casagrande. Na quinta volta, Gomes enfrentou uma pane no seu carro e encostou na grama no início do miolo. Ramos assumia a liderança da corrida, com Di Grassi em segundo e Casagrande logo atrás, com Suzuki e Denis Navarro completando a lista dos cinco primeiros. Já Ricardo Maurício fechava um fim de semana difícil ao abandonar a corrida.
 
A Cimed via mais um dos seus pilotos deixar a disputa. Vencedor da corrida 1, Fraga passou reto no S após o fim da reta e logo em seguida enfrentou um problema, aparentemente na suspensão. O campeão de 2016 andou por mais alguns metros até parar com seu carro soltando algumas chamas. A direção de prova não teve dúvidas e acionou o safety-car para conter o incêndio. Bia Figueiredo também deixava a disputa.
Incêndio tira Felipe Fraga da corrida 2 deste fim de semana (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
Quem também deixava a corrida, mas por conta de uma punição por atitude antidesportiva, era Lucas Foresti, que bateu na traseira do carro de Guga Lima, que indiretamente acertou Bia.

Na relargada, Cacá Bueno ganhou boas posições e subiu para quinto, pressionando Suzuki na briga pelo quarto lugar enquanto os três primeiros — Ramos, Di Grassi e Casagrande — seguiam em suas posições. Foi quando a janela de pit-stops foi aberta em Curitiba, trazendo logo o carro #30 da Blau de César. Di Grassi, por exemplo, parou uma volta depois, na 16. Casagrande optou por ficar mais um giro na pista.

Ramos parecia ter a vitória na mão, mas foi vítima de um duríssimo golpe do azar. Uma pane no seu carro tirou o melhor resultado da carreira na Stock Car. O gaúcho teve de encostar no gramado e levou a direção de prova a acionar de novo o safety-car durante a janela de pit-stops. O fato abriu um enorme leque de estratégias e tornou o desfecho da corrida imprevisível. 

Allam Khodair, que havia largado em 14º, era o líder, mas ainda tinha de fazer seu pit-stop. O melhor posicionado dentre os que já tinham parado para troca de pneus era Di Grassi, em sexto no geral, logo à frente de Cacá Bueno. Era questão de tempo para o piloto da Hero tomar a ponta de fato. Na relargada, Di Grassi conseguiu abrir um pouco de frente para Cacá, que passava a sofrer com a pressão de Gabriel Casagrande, enquanto Rubens Barrichello vinha logo atrás, seguido por Antonio Pizzonia e Suzuki. Chegava o momento da decisão.

Com o pit-stop de Diego Nunes, Di Grassi assumia a liderança de fato e de direito e não se intimidava com a presença do carro de Cacá no seu retrovisor. Lucas tinha tudo para vencer logo na sua primeira rodada dupla solo na Stock Car, o que se confirmou após 28 voltas.

Stock Car 2018, Curitiba, corrida 2, final: 

1 11 LUCAS DI GRASSI SP HERO 41:30.922 28 voltas
2 0 CACÁ BUENO RJ CIMED +0.661  
3 83 GABRIEL CASAGRANDE PR VOGEL +1.886  
4 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME +5.777  
5 1 ANTONIO PIZZONIA AM PRATI DONADUZZI +6.909  
6 8 RAFAEL SUZUKI SP HOT CAR/BARDAHL +7.536  
7 46 VITOR GENZ RS CARLOS ALVES/EISENBAHN +8.353  
8 10 RICARDO ZONTA PR SHELL RACING +8.856  
9 21 THIAGO CAMILO SP A.MATTHEIS +9.470  
10 29 DANIEL SERRA SP RC/EUROFARMA -10.538  
11 25 TUKA ROCHA SP VOGEL +11.091  
12 110 FELIPE LAPENNA SP CAVALEIRO +11.535  
13 45 FABIO CARBONE SP SCUDERIA COLÓN +14.137  
14 44 BRUNO BAPTISTA SP HERO +14.676  
15 5 DENIS NAVARRO SP CAVALEIRO +15.936  
16 70 DIEGO NUNES SP FULL TIME +40.154  
17 65 MAX WILSON SP RC/EUROFARMA +40.189  
18 33 NELSINHO PIQUET DF FULL TIME +44.189  
19 28 GALID OSMAN SP CAVALEIRO +46.607  
20 18 ALLAM KHODAIR SP BLAU +2 voltas  
21 30 CÉSAR RAMOS RS BLAU +12 voltas  
22 9 GUGA LIMA PR SQUADRA G-FORCE +14 voltas  
23 40 FELIPE FRAGA PA CIMED +21 voltas  
24 80 MARCOS GOMES SP CIMED +23 voltas  
25 3 BIA FIGUEIREDO SP A.MATTHEIS +23 voltas  
26 61 FERNANDO CROCE SP SCUDERIA COLÓN +23 voltas  
27 4 JÚLIO CAMPOS PR PRATI DONADUZZI +24 voltas  
28 90 RICARDO MAURÍCIO SP FULL TIME +25 voltas  
29 77 VALDENO BRITO PB CARLOS ALVES/EISENBAHN NL  
30 117 GUILHERME SALAS SP HOT CAR/BARDAHL NL  
31 51 ÁTILA ABREU SP SHELL RACING NL  
32 73 SÉRGIO JIMENEZ SP SQUADRA G-FORCE NL  
33 12 LUCAS FORESTI DF CIMED excluído  
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube