‘Discretamente’ na briga pelo título, Maurício vê Londrina como etapa tática e “difícil de ter pontuação alta”

Ricardo Maurício destacou alguns atributos especiais de Londrina, tanto da pista quanto do clima por lá, que fazem da corrida uma etapa baseada em estratégia. Ele vê como improvável que alguém pontue bem nas duas provas

Ricardo Maurício é provavelmente quem melhor tem utilizado a nova pontuação da Stock Car – mesmo sem vitórias ainda em 2019, e 'apenas' com dois pódios no terceiro lugar, aparece em fechando o top-3 da classificação. Ou seja, 'discretamente', tem feito seu trabalho para se manter na briga pelo título.

E se é o piloto 'tático' do momento, ele já pensa nesta forma para as corridas de Londrina, neste domingo (9). O #90 foi ao Q3 da classificação no último sábado e larga em sexto na corrida 1. E aposta em um fator para se dar bem no final de semana: ele crê que ninguém vai conseguir pontuar bem nas duas provas, graças à pista do autódromo paranaense. 

"Acredito que Londrina, por ser uma pista com deterioração de pneu grande, é difícil fazer uma boa equação de pontuar bem na primeira, abastacer bastante, e com o pneu bastante moído, trocando um ou dois, ir para a segunda corrida", analisou ao GRANDE PRÊMIO

"Tem aquela desvantagem: um monte de gente que não está bem na primeira corrida para, troca um monte de pneu e vem passando por cima dos concorrentes. É complicado. Depende do ritmo de corrida", continuou.

Ricardo Maurício (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Para o piloto da RC Eurofarma, na Stock Car é difícil acertar o carro para as duas provas com os poucos treinos a que todos tem direito: "Nosso treinos são muito curtos, três treininhos de meia hora para acertar o carro para uma classificação, que é uma das coisas mais importantes, praticamente 50% do seu resultado no final de semana…"

"É difícil, com a quantidade de pneus que a gente tem para o final de semana de corrida, que é pouco, já vem com pneu desgastado de outra etapa, fazer simulação de corrida para ver a deterioração do carro, do pneu, é muito complexo", seguiu.

Por fim, fez a aposta: "É trabalhar, fazer a melhor estratégia possível. Mas como você tem uma deterioração maior de pneu, acho que é mais difícil fazer uma pontuação alta. Posso estar errado, mas só vamos saber amanhã. O importante é fazer o máximo possível", finalizou.

Ele tem 78 pontos e só está atrás de Rubens Barrichello, que tem 105, e do companheiro Daniel Serra, com 106 pontos na liderança.

A corrida 1 da Stock Car em Londrina está marcada para 12h (de Brasília) deste domingo (9). A corrida 2 começa às 13h.



GRANDE PRÊMIO acompanha in loco, direto de Londrina, a quarta etapa da temporada 2019 da Stock Car, com o repórter Felipe Noronha. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube