Em 5º no grid de Campo Grande, Di Mauro tem melhor posição de largada em 2019

Gaetano Di Mauro foi muito bem, obrigado, na classificação da Stock Car em Campo Grande. O piloto colocou a Shell Racing na quinta colocação e vai largar com boas chances de sair do Mato Grosso do Sul com muitos pontos na bagagem

O novato Gaetano di Mauro terá em Campo Grande a melhor posição de largada dele na Stock Car. No último sábado, o piloto andou muito forte no traçado de Campo Grande e assegurou uma vaga no Q3 do treino classificatório. Conseguiu garantir um quinto lugar para a Shell Racing na prova deste domingo (11). 
 
Com Di Mauro abrindo a terceira fila, a primeira corrida do dia começa às 15h (de Brasília), com a segunda às 16h02. O piloto fez questão de ressaltar o trabalho da equipe entre os treinos para o resultado expressivo. 
 
"Estou feliz. Isso é fruto de todo o trabalho que temos feito, mostrando que cada corrida é uma corrida. Temos que estar de cabeça
erguida e focar sempre em melhorar a cada saída para a pista. Nós evoluímos do último treino para a classificação e tenho certeza que isso fez a gente estar aqui. Estou muito contente. Fiz duas voltas muito boas no Q1 e no Q2. No Q3, fui para o tudo ou nada e acabei escorregando na curva um, pois tinha terra na pista", afirmou.
Átila Abreu (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Átila Abreu foi ao Q2 e conseguiu anotar a 11ª colocação. Embora esperasse largar mais à frente, acredita em boas chances de marcar pontos.

 
"Obviamente depois do TL2 a gente buscava estar no Q3. Mas não tivemos velocidade para isso. Não conseguimos converter nosso potencial em performance durante a segunda parte da classificação, mas acredito que podemos pontuar bem, mesmo sem push-to-pass. Esta é uma pista de muito desgaste de pneu, então a corrida tende a ser bem complicada. Assim vamos trabalhar na estratégia para sair daqui com bons pontos no campeonato", disse.
 
Galid Osman e Ricardo Zonta tiveram problemas no carro logo no começo da sessão. Galid vai largar no 25º posto e Zonta, que sofreu com uma questão no acelerador, sequer conseguiu marcar volta rápida. Sai no fim do grid.
 
"Acho que quebrou alguma coisa no carro durante o Q1 e não conseguimos andar direito. Vamos agora trabalhar na estratégia, entender o que aconteceu e tentar pontuar o máximo possível", falou Osman.
 
"Andamos bem durante os treinos, o carro está muito rápido. Quando fui sair do box, o acelerador não funcionou. Eu acelerava, mas o acelerador não funcionava. Voltou a funcionar, dei meia volta e apagou tudo de novo. Agora ficou difícil. O carro é rápido, mas largando em último é difícil almejar chegar entre os 10 primeiros. Vamos ver o que aconteceu e vir com tudo amanhã brigar pelos pontos", fechou Zonta.

Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube