Stock Car

Em corrida 2 cheia de incidentes, Baptista fecha domingo da Stock Light com vitória no Velopark

O desfecho do fim de semana de velocidade em Nova Santa Rita trouxe uma corrida cheia de incidentes, acionamentos do safety-car e problemas desde a largada. Vitor Baptista, alheio às ocorrências, teve um grande início de prova, pulou de quinto para primeiro e venceu na tarde deste domingo no Velopark (7)

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
A corrida que completou a rodada dupla inaugural da temporada 2019 da Stock Light, na tarde deste domingo (7), foi das mais conturbadas no Velopark. Uma série de incidentes e de intervenções do safety-car reduziram bem o tempo real de prova com bandeira verde. Alheio aos problemas com outros pilotos, Vitor Baptista coroou seu regresso à categoria de acesso à Stock Car no topo do pódio em Nova Santa Rita. 
 
Dentre tantos incidentes do início ao fim da corrida, a disputa ainda foi marcada por uma forte batida sofrida por Gabriel Robe, que perdeu o controle do seu carro na última relargada e acertou a traseira no muro de proteção em plena reta dos boxes. Por sorte, o gaúcho, saiu do carro consciente.
 
Marco Cozzi terminou na segunda colocação, sacramentando a dobradinha da SG Racing, com Guilherme Salas, o vencedor da primeira corrida do domingo, fechando o pódio. Raphael Reis, atual campeão da Stock Light, foi o quarto, seguido por André Moraes Jr. Erik Mayrink terminou na sexta colocação, à frente de Pedro Boesel, Diego Ramos, Gustavo Myasava e Lukas Moraes, que completou o top-10.
Marco Cozzi ao lado do chefe da SG e do vencedor, Vitor Baptista (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
A próxima etapa da Stock Light na temporada 2019 está marcada para Goiânia, entre os dias 18 e 19 de maio.
 
Saiba como foi a corrida 2 da Stock Light no Velopark
 
André Moraes Jr. e Márcio Campos, por conta da regra do grid invertido, abriram a primeira fila de um grid de 21 carros no Velopark para a corrida 2. A prova chegou a ter a largada autorizada pela primeira vez, mas foi abortada pela direção de prova. Mas a direção de prova acionou a bandeira vermelha, interrompendo a corrida para que fosse feito um novo alinhamento e realizar uma nova largada.
 
Na volta que antecedeu a relargada, Matheus Iorio, o melhor novato da corrida 1, sofreu uma pane no grid e não conseguiu sair para a corrida. Lá na frente, finalmente Moraes Jr. e Campos conseguiram fazer o alinhamento correto antes da luz vermelha se apagar para a prova ter início em Nova Santa Rita.
 
Campos aproveitou a experiência e a melhor largada para pular na frente, com Vitor Baptista assumindo a segunda colocação antes da primeira volta, com grande manobra na última curva para superar Moraes Jr. Os experientes Marco Cozzi, Gustavo Frigotto, Gustavo Myasava e Guilherme Salas vinham logo atrás.
Largada de uma corrida complicada da Stock Light no Velopark (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Com melhor performance e maior equilíbrio, Baptista aproveitou um erro cometido por Campos no fim da reta oposta para assumir a liderança da corrida, saindo de quinto para primeiro lugar em apenas duas voltas.
 
Enquanto Baptista acelerava na frente — mesmo cometendo um erro no fim da reta oposta, chegando a passar reto com seu carro na área gramada e molhada —, Campos teve uma enorme perda de ritmo por conta do pneu traseiro esquerdo danificado e despencou no grid, perdendo muitas colocações. Assim, Marco Cozzi subiu para segundo, com Moraes Jr. em terceiro.
 
Até que o safety-car foi acionado na oitava volta, quando falvavam 19 minutos para o fim da corrida, por conta de uma pane no carro de Tuca Antoniazzi, que ficou parado no meio da pista.
 
A relargada foi dada duas voltas depois, com cerca de 15 minutos para o final. Baptista tentando abrir vantagem na frente, mas Cozzi apertando o ritmo para não perder terreno. Mais atrás, Lukas Moraes era tocado por Pedro Boesel e quase acertou a barreira de proteção de pneus no S após a reta oposta. Lauro Traldi novamente, e Pietro Rimbano também escapavam na pista.
 
Nova intervenção do safety-car, com 12 minutos para o fim. Foi também um período breve, com a bandeira verde sendo acionada novamente na volta 16, com Baptista mantendo a liderança. Só que nem levou tanto tempo para o SC voltar à pista. Em um incidente na última curva do circuito, Salas e Raphael Reis se tocaram. Mais à frente, Gustavo Frigotto também foi acertado e rodou. Gabriel Lusquiños não conseguiu evitar a batida e acertou o carro #86. Nova bandeira amarela no Velopark. Raphael Abbate também acabou sendo envolvido.
 
Restavam pouco mais de seis minutos para o fim da corrida, e com a chuva muito próxima de regressar ao Velopark, era questão de tempo para a corrida se encerrar. Ainda houve tempo para que a bandeira verde fosse acionada novamente na prova para seu desfecho. Baptista controlou a vantagem e cruzou a linha de chegada na frente, seguido por Cozzi, Salas e Raphael Reis. 
 
A prova, no entanto, terminou sob bandeira amarela por conta de um acidente forte sofrido por Gabriel Robe na última relargada. O gaúcho escapou em plena reta dos boxes e bateu de traseira no muro. Robe, contudo, saiu consciente do seu carro pouco depois.