Em dobradinha da RC, Wilson vence corrida 2 em Curitiba. Gomes sai do fim do grid, é 4º e amplia vantagem na Stock Car

Max Wilson e Ricardo Maurício sacramentaram a dobradinha da equipe de Rosinei Campos na prova que encerrou a décima etapa da temporada 2015 da Stock Car. Marcos Gomes aliou pilotagem competente com sorte de campeão para sair de 31º lugar e terminar em quarto. Além disso, viu Cacá Bueno abandonar a disputa

Marcos Gomes está cada vez mais perto de faturar seu primeiro título na Stock Car. Se a primeira corrida da décima etapa da temporada, em Curitiba, não lhe foi favorável, a sorte lhe retribuiu em dobro na prova que fechou o fim de semana no circuito paranaense neste domingo (18). O paulista da Voxx Racing largou em 31º lugar, tirou proveito de algumas confusões, mas guiou de forma brilhante para terminar em quarto lugar. Melhor que Gomes, só Thiago Camilo, que cruzou a linha de chegada em terceiro, e os carros da equipe RC. Max Wilson fez bela prova, ganhou a liderança de Allam Khodair e voltou a vencer na Stock Car, trazendo o parceiro Ricardo Maurício em segundo.

Para Cacá Bueno, depois de um resultado alentador ao terminar a corrida 1 em 13º, a prova 2 foi bastante desfavorável. O pentacampeão bem que tentou seguir na pista para somar pontos e reduzir a vantagem de Marquinhos, mas teve de lidar com problemas no seu carro e abandonou a prova. Assim, Gomes lidera o campeonato com 220 pontos, contra 183 de Bueno, restando duas etapas — três corridas — para o fim da temporada 2015.

Max Wilson foi o senhor da corrida 2 em Curitiba (Foto: Vanderley Soares)

Saiba como foi a corrida 2 da Stock Car em Curitiba

Graças ao décimo lugar conquistado na corrida 1, Denis Navarro foi o pole na prova que fechou o fim de semana em Curitiba. Um grid muito promissor para Cacá Bueno, que largou em 13º, enquanto Marcos Gomes foi apenas 31º e penúltimo. O objetivo de Marquinhos era um só: evitar que o estrago fosse ainda pior e manter uma boa frente na liderança do campeonato.

E como quase sempre acontece em Curitiba, a largada foi novamente confusa. Rafael Suzuki, que largou em quarto, chegou a assumir a liderança, mas cortou caminho no S e depois acabou tendo de devolver posições. Lá atrás, Valdeno Brito rodou dozinho, acabou sendo acertado por outros carros que vinham logo atrás teve seu #77 bastante avariado. O incidente levou a direção de prova a acionar o safety-car.

Khodair largou de nono e simplesmente fez uma largada excepcional. O piloto da Full Time entrou no S em segundo lugar e ganhou a liderança ao ultrapassar Thiago Camilo. Cacá ficou espremido na reta com vários carros ao seu lado e andou um bom trecho em linha reta pela grama, mas não perdeu posição alguma em relação à largada, ficando em 13º. Curioso era ver que Gomes vinha apenas uma posição atrás.

A relargada foi dada na terceira volta, com Khodair à frente e seguido por Max Wilson, Thiago Camilo, Denis Navarro e Tuka Rocha. Cacá tentava se segurar no pelotão intermediário, mas o capô quase a se soltar do seu Red Bull atrapalhou sua visibilidade e praticamente enterrou suas chances de somar bons pontos na corrida 2. Melhor para Gomes, que assumia o 11º lugar. Sorte de campeão para Marquinhos.

Cacá entrou nos boxes para trocar o capô do seu carro e voltou à pista. Mas, dois giros depois, o pentacampeão retornou para o pit-lane e abandonou a corrida. Enquanto isso, Gomes vinha em nono lugar. No fim das contas, a situação do campeonato não mudaria muito e continuava em favor de Marquinhos. Só que agora, com apenas três corridas — duas em Tarumã e uma em Interlagos — para o fim da temporada.

Khodair não conseguia abrir muito para Wilson, mas segurava a liderança no braço e partia para somar uma considerável quantidade de pontos. Camilo aparecia em terceiro, muito perto também dos dois líderes. Gomes, por sua vez, continuava ganhando terreno. Com a ultrapassagem sobre Antonio Pizzonia, o paulista da Voxx Racing subia para o sétimo lugar. Uma excelente colocação considerando sua posição de largada.

Com apenas dois push-to-pass, Khodair segurava na raça a ponta da corrida, mas Max vinha cada vez mais forte e com muitas condições de buscar a vitória em Curitiba. Maurício também se aproximava depois de fazer uma grande ultrapassagem para cima de Camilo na entrada do S após a reta dos boxes.

Mas na volta 16, não houve como Khodair manter a liderança. Com uma ultrapassagem arrojada, Wilson conquistou a liderança da prova. O ‘Japonês Voador’ tinha apenas um push-to-pass para buscar uma tentativa final de ultrapassar Max, mas o carro #65 da RC estava bem mais equilibrado.

O ritmo dos carros da RC era excepcional. Além de Max, Maurício também conseguiu ultrapassar o carro de Khodair e partiu para completar a dobradinha do time de Rosinei Campos em Curitiba. Allam ainda conseguia manter ritmo para permanecer em terceiro lugar, mas teve de encostar pouco depois por motivo de pane seca. Quem levou a melhor, mais uma vez, foi Gomes, que subiu para um grande quinto lugar.

O fim da corrida foi empolgante. Se a briga pela vitória já estava praticamente definida em favor de Max e o segundo lugar para Maurício, Camilo ganhou na raça o terceiro lugar. Gomes ultrapassou Rubens Barrichello, mas acabou sendo superado em seguida por ninguém menos que seu companheiro de equipe, Felipe Fraga. Mas na reta dos boxes, Marquinhos tomou a dianteira e cruzou a linha de chegada em quarto lugar depois de ter largado em 31º.

Com duas etapas para o fim do campeonato, Gomes é mais líder do que nunca e segue a passos largos para seu primeiro título na Stock Car.

Stock Car, décima etapa, Curitiba, corrida 2, final:

1 65 MAX WILSON SP RC Chevrolet 37:40.000 20 voltas
2 90 RICARDO MAURÍCIO SP RC Chevrolet +3.842  
3 21 THIAGO CAMILO SP RCM Chevrolet +4.292  
4 80 MARCOS GOMES SP VOXX Peugeot +6.297  
5 88 FELIPE FRAGA PA VOXX Peugeot +6.594  
6 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME Chevrolet +9.652  
7 1 ANTONIO PIZZONIA AM MICO'S Peugeot +11.426  
8 4 JÚLIO CAMPOS PR MICO'S Peugeot +11.869  
9 10 RICARDO ZONTA PR A.MATTHEIS Chevrolet +16.673  
10 73 SÉRGIO JIMENEZ SP C2 Chevrolet +18.171  
11 51 ÁTILA ABREU SP AMG Chevrolet +19.797  
12 11 CÉSAR RAMOS SP CAVALEIRO Peugeot +21.108  
13 28 GALID OSMAN SP RCM Chevrolet +21.915  
14 70 DIEGO NUNES SP VOGEL Chevrolet +22.564  
15 66 FELIPE GUIMARÃES GO BOETTGER Peugeot +22.937  
16 74 POPÓ BUENO RJ CAVALEIRO Peugeot +23.372  
17 8 RAFAEL SUZUKI SP RZ Chevrolet +42.116  
18 12 LUCAS FORESTI DF AMG Chevrolet +45.329  
19 25 TUKA ROCHA RJ BASSANI Peugeot +46.690  
20 46 VITOR GENZ RS BOETTGER Peugeot +47.121  
21 14 LUCIANO BURTI SP RZ Chevrolet +1 volta  
22 18 ALLAM KHODAIR SP FULL TIME Chevrolet +2 voltas  
23 5 DENIS NAVARRO SP VOGEL Chevrolet +4 voltas  
24 9 GUSTAVO LIMA PR PROGP Chevrolet +9 voltas NC
25 83 GABRIEL CASAGRANDE PR C2 Chevrolet +15 voltas NC
26 110 FELIPE LAPENNA SP CARLOS ALVES Peugeot +16 voltas NC
27 0 CACÁ BUENO RJ RED BULL Chevrolet +16 voltas NC
28 2 RAPHAEL MATOS MG CARLOS ALVES Peugeot +18 voltas NC
29 26 RAPHAEL ABBATE SP HOT CAR Chevrolet   NL
30 77 VALDENO BRITO PB A.MATTHEIS Chevrolet   NL
31 16 MAURO GIALLOMBARDO ARG HOT CAR Chevrolet   NL
32 29 DANIEL SERRA SP RED BULL Chevrolet   NL
33 3 BIA FIGUEIREDO SP BASSANI Peugeot    
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube