Em prova marcada por acidente e criança invadindo pista, Gomes supera Khodair na pista e vence em Curitiba

Marcos Gomes permaneceu inabalável após a tumultuada corrida 1 em Curitiba e venceu com certa tranquilidade; Allam Khodair e Daniel Serra completaram o pódio na prova que teve um acidente gravíssimo envolvendo Felipe Fraga, Thiago Camilo, Raphael Matos e Felipe Lapenna e até uma criança atravessando a pista

determinarTipoPlayer(“15559751”, “2”, “0”);

Em prova tumultuada, com direito a batida forte e criança atravessando a pista, Marcos Gomes foi dominante do início ao fim e ficou com a vitória na primeira corrida do domingo (2) em Curitiba. Soberano desde o início, Gomes foi ameaçado por Allam Khodair, que o ultrapassou nos boxes, mas manteve a calma e retomou a ponta na pista.

 

Esta foi a segunda vitória de Gomes na temporada, a nona da carreira. Allam Khodair e Daniel Serra completaram o pódio. 

"Corrida muito difícil, nunca tinha passado uma situação dessa, ainda mais com o companheiro de equipe (Felipe Fraga). Só vou conseguir comemorar quando eu olhar para ele ver que está tudo bem".

O resto do carro de Thiago Camilo (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Confira como foi a corrida 1 da Stock Car em Curitiba:
Marcos Gomes largou bem e manteve a ponta. Allam Khodair pulou para segundo, seguido de Átila Abreu. Thiago Camilo caiu para quarto, mas ainda na abertura da segunda volta ultrapassou Abreu. Rubens Barrichello foi tocado, rodou e caiu para o fim do pelotão.
 
Valdeno Brito e Laurens Vanthoor se tocaram e escaparam na segunda volta. Brito tentou a manobra mas acabou forçando demais e ficou com o carro bastante danificado. Na tentativa de ir aos boxes, ficou com o carro andando de lado, em uma cena curiosa. Nem adiantaria o conserto. A direção de prova o excluiu por atitude antidesportiva. A punição também o tira da segunda prova.
 
Na frente, Gomes abria vantagem na frente. No quarto giro, Camilo deixou Khodair para trás no fim da reta dos boxes e voltou para a posição de largada.
O que restou do carro de Felipe Fraga (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Na décima volta, Camilo ficou lento na reta dos boxes e acabou acertado em uma acidente assustador. Rafa Matos o atingiu com violência, envolvendo também Felipe Lapenna, Felipe Fraga e Luciano Burti. Veio a bandeira vermelha.
 
Com quase 1 hora de paralisação, a direção de prova dividiu a corrida em duas partes. A primeira até o acidente e a segunda, que teria 25 voltas ou 36 minutos, mais uma volta.
 
Nova bandeira verde e mais uma vez Gomes permaneceu na frente. Khodair arriscou, mas não conseguiu espaço. Brigas, mais atrás. Daniel Serra pegou a terceira posição. Ricardo Maurício também avançava.
Marcos Gomes no pódio da Stock Car em Curitiba (Foto Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
O box se abriu e começaram as trocas. Primeiro o líder e na volta seguinte o segundo. Só que Khodair voltou na frente de Gomes. Já Abbate saiu com o galão de combustível espetado no carro. Nova parada para ele e chances reduzidas na prova.
 
Depois de deixar Navarro para trás, Gomes apertou o ritmo para buscar Khodair. Ele chegou decidido a recuperar a posição. Enquanto isso, Burti visitava a grama, mas conseguia retornar à pista.
 
Na volta 17 veio o bote. Na reta, Gomes usou o botão de ultrapassagem e voltou à liderança. Na sequência, outra cena inusitada. Uma criança atravessou a pista correndo. O safety-car entrou na pista e três carros de apoio foram atrás de um grupo de crianças que apareceram do lado de dentro da pista. 
 
Duas voltas depois a prova foi reiniciada. E logo na reta, o capô de Vanthoor saiu voando… que prova, amigo, diria o narrador principal da Globo. Na parte final, Ricardo Maurício e Ricardo Zonta fizeram uma belíssima disputa de posição, com vantagem para Maurício.

A segunda prova da Stock em Curitiba foi vencida por Jimenez. O relato completo você encontra aqui.

Resgate de Thiago Camilo (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube