Farfus evita comparações com DTM, mas aproveita para elogiar Stock Car: “No cenário brasileiro, é fantástica”

Augusto Farfus já virou habitué da Stock Car. Em março, participou pela terceira vez da Corrida de Duplas da Stock Car. Atualmente correndo no DTM, campeonato de turismo alemão, o piloto evitou comparar os carros das duas categorias, mas não deixou de elogiar o certame nacional

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Augusto Farfus pode não correr no Brasil, mas certamente já tem experiência suficiente nas pistas nacionais. Em março, o piloto participou da Corrida de Duplas da Stock Car ao lado de Lucas Di Grassi. Apesar de sequer ter conseguido largar por conta de um acidente sofrido pelo atual campeão da F-E, essa foi sua terceira participação na prova de convidados.

Atualmente, o piloto compete no DTM, campeonato alemão de turismo. No grid do certame desde 2012, com um vice-campeonato como melhor resultado, já tem larga experiência com os carros, entendendo os aspectos técnicos.

Por conta disso, o GRANDE PRÊMIO perguntou ao titular da BMW se os carros alemães podem ser comparados aos da Stock Car, e o curitibano logo negou. "Na verdade, são dois regulamentos completamente diferentes", disse.

Augusto Farfus neste sábado em Interlagos (Foto: Victor Eleutério)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"O carro do DTM é totalmente feito de fibra de carbono, com uma eficiência aerodinâmica muito maior, muito mais leve e, por consequência, muito mais rápido. Mas isso não quer dizer que é melhor ou pior, os regulamentos são muito diferentes", explicou.

"Se a gente tentar colocar um DTM e um Stock Car aqui em Interlagos, provavelmente ele seja 15s, 12s mais rápido que o Stock, mas é muito difícil fazer essa comparação", completou.

Farfus emendou sua explicação dizendo que grande parte da diferença de performance entre os carros é devido ao grande investimento das montadoras no DTM. Hoje, o campeonato alemão conta com marcas como Audi, BMW e Mercedes, enquanto o certame brasileiro tem apenas a Chevrolet.

"O regulamento em si é diferente, o envolvimento das montadoras é diferente, e o custo, que o automobilismo e o desempenho do carro está diretamente ligada ao quanto você investe no carro. Então o DTM tem um custo muito maior, e por sua vez uma performance muito maior. Mas no cenário brasileiro, para o que o mercado brasileiro precisa, a Stock Car é sem dúvida nenhuma fantástica", encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube