Farfus fala em 2018 de “agenda lotada”, mas vê possibilidade de “aparições especiais” na Stock Car

Augusto Farfus está em Interlagos para sua primeira corrida sozinho na Stock Car. O experiente curitibano, que veste as cores da Hero na etapa final da categoria, descartou realizar a temporada completa do campeonato em 2018, mas não a possibilidade de fazer outras provas esporádicas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Augusto Farfus está realizando um de seus desejos neste final de semana em Interlagos. O curitibano, de grande carreira no exterior, especialmente no DTM, corre pela Hero ao lado de Diego Nunes e, segundo seu discurso, esta será a primeira de várias aparições que fará no campeonato brasileiro.

 
Ao GRANDE PRÊMIO, Farfus reconheceu que, hoje, seria impossível conciliar a Stock Car com o DTM e seus outros campeonatos no exterior, mas fazer mais provas do campeonato brasileiro, definitivamente, está nos seus planos. Augusto explicou que o bom relacionamento com o chefe da Hero Maurício Ferreira e a liberação da BMW foram chaves para sua vinda para São Paulo.
 
"Já tinha recebido outros convites, mas esse casou exatamente com meu calendário, com a equipe que eu meio que já conhecia, no caso o Mau Mau. E tem a parte da BMW também, preciso agradecer a eles pela liberação. E eu não poderia perder essa chance, é uma categoria que eu adoro assistir, sempre acompanho", disse.
A experiência anterior de Farfus foi com Barrichello na Corrida de Duplas (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Por mais que goste muito da Stock, o paranaense contou que terá um 2018 cheio de atribuições e, por isso, suas chances de correr no Brasil seriam esporádicas.
 
"Muito difícil fazer a temporada toda da Stock ano que vem, não dá. Mas, quem sabe, corrida dos convidados, uma aparição ou outra? Pode até ser isso, sim. Tive convites para fazer o ano todo, sim, mas tive de recusar. Meu foco está lá fora, tenho um calendário bem cheio. Se eu tivesse a possibilidade de fazer o ano todo, faria, sem dúvidas, mas nesse momento não dá, tem muita coisa no meu 2018 com a BMW", explicou.
 
Augusto não deu detalhes de como será seu próximo ano, mas deixou clara a preocupação em não correr mais do que deveria para manter a performance alta.
 
"Vamos anunciar na semana que vem direitinho qual vai ser a agenda, mas ela está lotada para mim. Sou o faz-tudo do DTM, sempre faço várias corridas de longa duração, estou ajudando a desenvolver o M8 para o WEC, farei Bathurst em fevereiro, então a agenda vai enchendo. Preciso tomar cuidado para a quantidade não atrapalhar a qualidade, mas, se eu conseguir encaixar uma etapa ou outra, venho sem dúvidas", contou.
Augusto Farfus não se acostumou tanto com a Stock e com Interlagos pela chuva (Foto: Duda Bairros/Vicar)
A Stock Car, porém, está dentro dos planos de Farfus daqui alguns anos. Quando? Ele não sabe, mas garante que está animado em fazer parte do movimento de grandes nomes migrando para a categoria, como Nelsinho Piquet, que em 2018 correrá pela Full Time.
 
"O futuro está sempre aberto, né? Mas ainda tenho bastante tempo para pensar nisso: um, dois, cinco, dez anos? Não sei quando, mas seria legal. Eu gosto muito da categoria, que vem crescendo tecnicamente, um grid de nível altíssimo, então estar presente aqui é muito bom. Esse crescimento da Stock é muito bom para todo mundo. Fortalece bastante o automobilismo daqui, é bom para os pilotos, para o público, todo mundo. Falei com o Felipe sobre a vinda dele e acho que esse nosso movimento é bem interessante", falou.
 
Comentando especificamente o final de semana, o paranaense explicou que ainda está pegando a mão do carro e, principalmente, tentando deixar o #544 do seu jeito, algo que não teve quando correu em dupla com Rubens Barrichello.
 
"Estou ainda trabalhando no carro. Na verdade, é a primeira vez que eu estou correndo sozinho e isso faz uma diferença grande. Quando você corre na prova dos convidados, acaba usando o acerto do seu parceiro, o pneu dele, então você acaba sendo sombra do parceiro. É a primeira vez que tenho o carro só para mim, então ainda estou descobrindo as características peculiares do carro da Stock, algumas coisas que são impossíveis de mexer. A chuva no treino de ontem me atrapalhou bem, era quando ia me acostumar melhor, mas fiz um bom TL3, não dá para reclamar. Torcer por uma boa classificação, quem sabe brigar no Q3?", completou.
 
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube