Gomes vence grande duelo com Serra e larga na pole da Corrida do Milhão da Stock Car em Goiânia

Marcos Gomes vai levar o Troféu Ayrton Senna, dado ao pole-position da Corrida do Milhão. Isso, claro, porque foi o mais rápido da classificação, vencendo uma briga muito forte com Daniel Serra - e Rubens Barrichello

Acabou como a melhor classificação da temporada da Stock Car, para não correr o risco de um exagero. Enquanto Lucas Foresti liderou por quase todo o treino, os dois trios finais trouxeram os ponteiros às pontas. A briga entre Rubens Barrichello, Marcos Gomes e Daniel Serra foi brilhante – e melhor para o líder do campeonato, Gomes, que larga na pole da Corrida do Milhão no domingo.

 
Barrichello entrou para quebrar o que era uma hegemonia de Foresti no treino e ficou a um passo de ser o pole. Só que o passo já não dependia dele – era secar o grupo final com os três primeiros colocados do campeonato.
 
Houve um tempo em que Gomes e Serra eram considerados grandes "rivais" no cenário nacional. O motivo? A corrente sanguínea apontava-os como filhos de Paulo Gomes e Chico Serra, antigos rivais. Os possíveis problemas entre os dois ficaram para trás, mas eles foram rivais no melhor conceito da palavra durante o trio final do treino classificatório do fim de semana.
Marcos Gomes alcança mais uma pole na Stock Car (Foto: Carsten Horst/Hyset)

Gomes bateu Rubinho de cara. Aí, Serra bateu Gomes para tomar a pole momentânea. Mas Gomes voltou, com a resiliência de quem faz a melhor temporada da carreira, e tomou de assalto a ponta e o troféu Ayrton Senna, dado ao ponteiro da Corrida do Milhão.

 
Foi por muito pouco que Foresti não chocou basicamente todo mundo que esperava uma disputa entre os líderes do campeonato pela pole-position em Goiânia. Durante quase todo o tempo, o #12 manteve a ponta. Mas, no fim das contas, três dos líderes do campeonato inevitavelmente cantaram de galo e empurraram Foresti para trás, ainda num quarto lugar que é sua melhor posição de largada na carreira pela categoria. 
 
O top-10, além dos quatro, foi encerrada com Felipe Fraga – voltando bem da pancada em Curitiba que o obrigou a ir ao hospital, além de ver seu carro sofrer um processo de 'robocopização', se isso pode ser considerado uma palavra -, Allam Khodair, Ricardo Zonta, Ricardo Maurício e Cacá Bueno.

Confira como foi a classificação:

O primeiro quarteto mandou Bia Figueiredo, Fábio Fogaça, Gustavo Lima e Pedro Boesel para abrir o treino. E Fogaça abriu com superioridade sobre Boesel, de volta ao grid, e Lima. Mas Bia se certificou ir por último, limpar os três e anotar 1min24s342 na sequência.
 
Felipe Lapenna abriu o grupo seguinte, que também tinha César Ramos e Lucas Foresti. E logo de cara, Foresti e Ramos passaram Bia. Lapenna precisou de duas voltas, mas também se colocou à frente.
 
Foresti, inclusive, foi o primeiro a baixar da casa de 1min24s. Fez primeiro 1min24s8, mas ainda melhorou para deixar a pista na marca de 1min24s646. Ramos ficou 0s395 atrás, com Lapenna em terceiro.

Rafa Matos veio na sequência, com Rafael Suzuki, Luciano Burti e Popó Bueno. Ainda na primeira volta, Popó rodou e foi na brita, se complicando.

 
Realmente, Matos foi quem se deu melhor. Fez o quarto tempo num grupo que acabou não indo bem. Burtin fez o quinto tempo, com Suzuki em oitavo e Popó em nono.
 
O próximo quarteto tinha Felipe Fraga, Denis Navarro, Tuka Rocha e Vitor Genz. Logo na primeira volta, Fraga se colocou no segundo lugar, 0s016 atrás de Foresti.
 
Na segunda volta, Fraga tinha a chance em mãos, mas acabou dando uma escapada e perdendo a chance de pular para a frente da tabela. Navarro ficou com o oitavo lugar, Rocha foi nono, enquanto Genz ficou no 12º lugar.

Os companheiros Valdeno Brito e Ricardo Zonta entraram juntos no quinto quarteto, juntos de Gabriel Casagrande, que andou muito forte nos treinos livres, e Antonio Pizzonia.
 
Zonta e Valdeno andaram bem próximos um do outro, com o ex-F1 conseguindo ser 0s051 na frente do parceiro. Eles ocuparam as posições 3 e 4. Casagrande escapou da pista e até se atrapalhou, mas garantiu o sexto tempo. Pizzonia, terceiro pela manhã, não foi bem e ficou apenas em 16º.
 
O ponteiro dos TLs, Diego Nunes, foi à pista no grupo seguinte. Galid Osman, Átila Abreu e Sérgio Jimenez foram junto. Com a primeira volta rápida, Diego pulou para oitavo, melhor entre o quarteto.
 
Na segunda, porém, Átila foi ao quinto lugar, seguido por Nunes, em sexto. Jimenez era o nono, enquanto Galid, em décimo, foi para os boxes.
 
Com o calor forte da pista, os pneus já chegavam sofridos à terceira volta rápida. Entre os três que deram um último giro, apenas Jimenez melhorou, indo para o P8.
Em seguida, na fase dos trios, Ricardo Maurício, Thiago Camilo e Allam Khodair fora à luta. Embora Maurício tenha começado melhor, quem acelerou na segunda rodada de voltas foi Khodair, pulando para o terceiro posto.
(Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Maurício conseguiu se arrumar no sexto tempo, com Camilo em nono. Thiago, andando com sapatilhas especiais, falou antes da classificação que ainda não havia conseguindo encontrar a classificação ideal.
 
Mas o história de Cinderela de Foresti foi interrompida logo no começo do penúltimo grupo pelo atual campeão. Rubens Barrichello tratou de colocar 1min23s570 logo na primeira volta rápida.
 
Cacá Bueno fez o oitavo o tempo e não conseguiu melhorar na volta final. Max Wilson, por sua vez, fez o 15º tempo apenas.

No último grupo, a briga pela pole esquentou ainda mais – e se transformou a melhor do ano. Na primeira volta, Marcos Gomes passou Barrichello e deu a impressão de que largaria na frente.
 
De fato, a volta era forte. Só que Daniel Serra passou ainda mais forte e roubou o protagonismo. Restou uma chance a Gomes no calor do Centro-Oeste: e ele aproveitou. Tomou de volta com 1min23s364.
 
A apreensão passou a ser quanto a última volta de Serra, mas ele voltou aos boxes. Julio Campos ficou na 22ª colocação.
 
O top-10 ficou com: Gomes, Serra, Barrichello, Foresti, Fraga, Khodair, Zonta, Valdeno, Maurício e Cacá.

Stock Car, Corrida do Milhão, Classificação:

1 80 MARCOS GOMES SP VOXX Peugeot   1:23.364   2
2 29 DANIEL SERRA SP RED BULL Chevrolet   1:23.463 +0.099 2
3 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME Chevrolet   1:23.570 +0.206 2
4 12 LUCAS FORESTI DF AMG Chevrolet   1:23.646 +0.282 2
5 88 FELIPE FRAGA PA VOXX Peugeot   1:23.662 +0.298 3
6 18 ALLAM KHODAIR SP FULL TIME Chevrolet   1:23.707 +0.343 3
7 10 RICARDO ZONTA PR A.MATTHEIS Chevrolet   1:23.709 +0.345 3
8 77 VALDENO BRITO PB A.MATTHEIS Chevrolet   1:23.760 +0.396 3
9 90 RICARDO MAURÍCIO SP RC Chevrolet   1:23.769 +0.405 3
10 0 CACÁ BUENO RJ RED BULL Chevrolet   1:23.803 +0.439 3
11 51 ÁTILA ABREU SP AMG Chevrolet   1:23.854 +0.490 3
12 70 DIEGO NUNES SP VOGEL Chevrolet   1:23.865 +0.501 3
13 21 THIAGO CAMILO SP RCM Chevrolet   1:23.865 +0.501 3
14 11 CÉSAR RAMOS SP CAVALEIRO Peugeot   1:24.041 +0.677 3
15 73 SÉRGIO JIMENEZ SP C2 Chevrolet   1:24.053 +0.689 3
16 83 GABRIEL CASAGRANDE PR C2 Chevrolet   1:24.071 +0.707 3
17 65 MAX WILSON SP RC Chevrolet   1:24.091 +0.727 2
18 28 GALID OSMAN SP RCM Chevrolet   1:24.131 +0.767 2
19 110 FELIPE LAPENNA SP CARLOS ALVES Peugeot   1:24.169 +0.805 3
20 2 RAPHAEL MATOS MG CARLOS ALVES Peugeot   1:24.182 +0.818 3
21 14 LUCIANO BURTI SP RZ Chevrolet   1:24.187 +0.823 3
22 4 JÚLIO CAMPOS PR MICO'S Peugeot   1:24.279 +0.915 2
23 3 BIA FIGUEIREDO SP BASSANI Peugeot   1:24.342 +0.978 3
24 5 DENIS NAVARRO SP VOGEL Chevrolet   1:24.383 +1.019 3
25 25 TUKA ROCHA RJ BASSANI Peugeot   1:24.407 +1.043 3
26 72 FÁBIO FOGAÇA SP HOT CAR Chevrolet   1:24.466 +1.102 3
27 8 RAFAEL SUZUKI SP RZ Chevrolet   1:24.469 +1.105 3
28 46 VITOR GENZ RS BOETTGER Peugeot   1:24.480 +1.116 3
29 1 ANTONIO PIZZONIA AM MICO'S Peugeot   1:24.493 +1.129 3
30 74 POPÓ BUENO RJ CAVALEIRO Peugeot   1:24.618 +1.254 3
31 26 RAPHAEL ABBATE SP HOT CAR Chevrolet   1:24.843 +1.479 2
32 777 PEDRO BOESEL SP BOETTGER Peugeot   1:24.952 +1.588 3
33 9 GUSTAVO LIMA SP PRO GP CHEVROLET   1:25.107 +1.743 3

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube