Stock Car

Liminar suspende punições e resgata vitória de Camilo na corrida 1 da etapa de Goiânia da Stock Car

STJD aceitou pedido de liminar do piloto por conta de punição de dez posições no grid da corrida 1 em Londrina, que acontece em junho. Decisão restituiu a vitória de Thiago Camilo, punido por queima de largada na corrida 1, em Goiânia.

Grande Prêmio / GABRIEL CARVALHO, de Campinas
A Stock Car anunciou que Thiago Camilo recuperou a vitória conquistada na corrida 1, em Goiânia. A categoria informou que a CBA divulgou um comunicado avisando que uma liminar suspendeu temporiariamente a punição por queima de largada imposta ao piloto, na prova que aconteceu no dia 19 de maio.

GRANDE PRÊMIO apurou que o pedido de liminar de Camilo era por conta da punição de dez posições no grid de largada para a etapa de Londrina, que acontece no próximo dia 9. O STJD decidiu por suspender as duas sanções dada ao piloto. Ricardo Maurício, também punido por queima de largada, não teve o seu resultado original restituído, já que o pedido partiu dos advogados de Camilo.
 
O STJD ainda não marcou a data do julgamento do caso.
Thiago Camilo (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Thiago Camilo venceu a corrida 1 da Stock Car em Goiânia, mas foi punido horas depois, já com o fim da segunda corrida, por ter queimado a largada. A punição de 20 segundos colocou o piloto na 13ª posição, e Ricardo Zonta, desclassificado de corrida no Velo Città, herdou a vitória.
 
Confira a nota de decisão do STJD:
 
“Trata-se de pedido de concessão de Liminar no Recurso Voluntário interposto por Thiago Palmiere Camilo em face da decisão dos Comissários Desportivos da 3ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car 2019, que, ficou sabendo, por comentários, que aplicaram ao Recorrente a punição a pena de perda de 10 (dez) posições no grid de largada da próxima corrida do campeonato, por entenderem que houve, por parte do mesmo, a “queima de largada” na referida prova. Este, em apertada síntese, o relato dos fatos.
 
Ante a inexistência, até o momento, de documentação consubstanciada na pasta da prova, bem como de respectiva comunicação oficial da decisão dos Comissários Desportivos, ao Recorrente, que, por sua vez, se vê impossibilitado de apresentar as suas razões recursais embasado nas alegações documentadas daqueles que lhe possam, eventualmente, ter aplicado a penalidade alegada, cerceando-lhe, destarte, o direito de defesa, e, a nós julgadores, as condições necessárias para a apreciação da matéria, parece-me bastante razoável, ante o efetivo periculum in mora e o fumus boni iuri, conceder-lhe a tutela requerida, no sentido de que seja o Recorrente mantido na posição alcançada na primeira corrida, não se lhe aplicando quaisquer penalidades, relativamente à referida prova, antes do julgamento de mérito, do presente recurso, ou, eventualmente, da cassação da liminar ora concedida.
Ex positis, defiro o pedido de concessão de liminar requerida no Recurso interposto pelo Recorrente, nos termos supracitados.
 
Intime-se da Decisão o Recorrente e seu patrono, via e-mail, bem como todos os órgãos envolvidos com o certame, dando-se, também, ciência à Douta Procuradoria.
Intime-se, ainda, o Recorrente e seu patrono para apresentar, no prazo legal, após disponibilização da pasta da prova, a complementação de suas razões de recurso.
 
Após decorrido o prazo para a apresentação da complementação das razões do Recorrente, com ou sem estas, abra-se vistas à Douta Procuradoria, para, no prazo legal, trazer à colação o seu parecer. Após, retornem-me os autos para relatório, e pedido de pauta.
 
Era o que havia, no momento, a decidir.”  

O histórico de punições da Stock Car em 2019

A polêmicas punições começaram na etapa do Velo Città, disputada no último dia 5. Na ocasião, Ricardo Zonta, vencedor da corrida 2, foi desclassificado por conta de uma suposta pinça irregular no freio. Foi a quarta vitória consecutiva de Zonta que acabou sendo retirada por conta de uma punição, o que causou a ira do piloto, que chegou a declarar que pensava em abandonar a categoria. Rubens Barrichello herdou a vitória

Na etapa seguinte, em Goiânia, Thiago Camilo largou em primeiro na corrida 1 e venceu a corrida praticamente de ponta a ponta. Horas depois, a categoria anunciou uma punição de 20s para ele e Ricardo Maurício por conta de queima de largada, caindo para a 13ª colocação. A punição teve um impacto grande no grid da corrida 2, já que Valdeno Brito e Allan Khodair não puderam largar nas primeiras posições, o que aconteceria caso Camilo e Maurício fossem punidos sem atraso.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.