Maurício admite momentos de apreensão após bandeirada: “Nem sabia que tinha sido campeão”

Em meio à festa nos boxes, a RC e Ricardo Maurício não conseguiram trocar mensagens de rádio. O time comemorava enquanto Ricardo aguardava a confirmação de que havia sido campeão. Piloto creditou a conquista à decisão de pensar apenas em si e evitar fazer a corrida com base nas estratégias dos rivais

A cobertura completa da Corrida do Milhão no GRANDE PRÊMIO
As imagens do domingo da Stock Car em Interlagos
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

No emocionante final da Corrida do Milhão e do campeonato de 2013 da Stock Car, Ricardo Maurício demorou um pouco para poder comemorar aliviado a conquista do título. Após cruzar a linha de chegada, ele chamou a equipe RC pelo rádio para questionar o resultado final da prova. Não ouviu resposta alguma. “Nem sabia que tinha sido campeão”, contou. “Acho que o Thiago passou a galera”, pensou. Foi só alguns momentos mais tarde que Maurício e o chefe Rosinei Campos pararam de apertar o botão do rádio ao mesmo tempo, conseguiram se comunicar e, enfim, encerrar a agonia.

Maurício foi o segundo colocado na etapa decisiva. Thiago Camilo, que chegou a liderar a disputa, sofreu uma quebra de câmbio e perdeu muito rendimento nas voltas finais, caindo para sexto. Essa diferença foi o bastante para que o #90 fosse campeão pela segunda vez na carreira.

O primeiro título de Maurício foi comemorado no mesmo circuito de Interlagos, em 2008. À época, ele corria no time de Andreas Mattheis. No ano seguinte, mudou-se para a RC, onde correu nas últimas cinco temporadas e continuará em 2014.

Maurício comemora o título da Stock Car em Interlagos (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)

Ao chegar para a entrevista coletiva, Maurício fez questão de agradecer à toda a equipe e à família. Depois, falou da intensa batalha que encarou na pista paulistana.

“Foi uma corrida difícil. O pessoal fala que sou muito regular, mas nessas horas precisa ter a frieza. Acho que era o terceiro em ansiedade, porque, para o Cacá, o que viesse seria lucro. Quem tinha muito mais a perder era o Thiago e o Serrinha porque eles estavam na minha frente”, afirmou Maurício.

“Foi uma disputa acirrada ali com o Thiago, até achei que o Thiago forçou um pouco demais para ter esse milhão junto, usou muito push no começo. Eu fui poupando. Tinha que ter um bom equipamento da metade para o final. Eu fui para o segundo pneu porque, pelos nossos cálculos, eu perderia de uma a duas posições nos boxes. Fiz uma excelente troca, saí logo atrás do Thiago, só que aí o Zonta e Khodair começaram a segurar um pouco o ritmo. Nesse momento, a gente também consegue economizar o pneu”, destacou.

O sucesso foi creditado à estratégia e, principalmente, à coragem do time em ignorar o comportamento dos adversários e pensar única e exclusivamente no desempenho do carro #90. “A estratégia foi ideal. A gente fez a nossa corrida. Não esperou ninguém parar para fazer uma estratégia diferente do outro, contar com a sorte. A gente fez um estudo e fez aquilo lá que acreditava que ia dar certo para a nossa situação e para o carro que a gente tinha”, declarou.

A tática vencedora foi trocar os dois pneus direitos, ao contrário do que fez, por exemplo, Camilo ao substituir os dois traseiros. “Todos os pilotos estavam com muitos problemas de freios, principalmente no miolo. Acho que foi a pista que proporcionou isso, e os carros jogaram muito freio para trás”, disse. Com um pneu dianteiro novo, ele podia frear mais forte no fim da prova.

Além do título de Maurício, a RC também celebrou a taça de melhor equipe do campeonato, graças aos pontos somados por Ricardo e por Max Wilson, quinto colocado em Interlagos.

GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' a Corrida do Milhão da Stock Car em Interlagos com os repórteres Hugo Becker e Renan do Couto e os fotógrafos Felipe Tesser e Rodrigo Berton.Acompanhe o noticiário aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube