Stock Car

Melhor do dia na chuva, Brito espera pista seca em classificação, mas vê Prati forte: “Ano promete”

O primeiro treino livre da Stock Car no Velopark, na última sexta-feira (5), foi marcado por diferenças entre os grupos: o primeiro pegou pista molhada, o segundo, seca. Entre os que encararam a chuva, Valdeno Brito liderou. E vê potencial para um bom ano da Prati

Grande Prêmio, do Velopark / FELIPE NORONHA, de Nova Santa Rita
A última sexta-feira (5) foi de treino livre da Stock Car no Velopark — mas quase que dois "diferentes": o primeiro grupo pegou pista molhada, já que choveu durante todo o dia em Nova Santa Rita, mas a parte final, com o grupo 2, foi com pista seca, então os tempos caíram consideravelmente.

Entre os que andaram na água, porém, Valdeno Brito foi o melhor: com 1min00s996. E, por isso, ele vê potencial para a Prati Donaduzzi, que já colocou Julio Campos no top-3 de 2018, ser muito forte durante a temporada. 

"Eu estou feliz em voltar (para a equipe, na qual correu anteriormente), eu acho que é um ano que promete em termos de resultados, tanto meu quanto do Julio", disse ele ao GRANDE PRÊMIO

A Prati Donaduzzi é chefiada por Rodolpho Mattheis, filho de Andreas Mattheis, e localizada em Petrópolis. Foi pela equipe de Rodolpho, quando esta era patrocinada pela Shell, que Valdeno correu até 2015. Em 2016, Brito correu pela TMG chefiada por Thiago Meneghel, enquanto nos dois últimos anos o piloto levou seu #77 para a Carlos Alves.

"É uma categoria muito competitiva, mas estou otimista. Logicamente respeitando outros pilotos e equipes que têm muita qualidade, mas estou otimista em relação ao meu ano", comentou.
Valdeno Brito (Foto: Instagram)
Sobre o treino livre que abriu os trabalhos no Velopark, Valdeno afirmou que os problemas que apareceram no começo do dia foram consertados pela equipe: "Praticamente no terceiro treino dia só em que andei. A gente teve alguns probleminhas no carro, principalmente em questão de vidro embaçando, coisas habituais de quando chove".

"Mas a gente resolveu. No último treino consegui andar bem, estava molhado, graças a Deus no dia em que voltei à equipe, pelo menos no meu grupo consegui liderar o treino", explicou.

Por fim, Valdeno espera pista seca neste sábado para poder se comparar, enfim, ao restante do grid: "No que posso me basear é em relação ao Julio, ao Thiago Camilo, que é de uma equipe co-irmã. A partir dai posso ter alguma referência".

"Mas só amanhã (hoje) mesmo, se o tempo se mantiver seco, que a gente vai saber exatamente o quão melhor a gente poderia estar", concluiu Brito.

O GRANDE PRÊMIO acompanha in loco a etapa de baertura da Stock Car 2019 no Velopark com o repórter Felipe Noronha.