Stock Car

Nunes celebra chance de “virar o jogo” após vitória herdada por punição a Zonta em Goiânia

Diego Nunes não teve a chance de comemorar sua primeira vitória na Stock Car após dois anos no topo do pódio - mas não deixou de comemorar o triunfo na corrida 1 em Goiânia decidido na justiça
Warm Up, de São Paulo / FELIPE NORONHA, de Interlagos
 Diego Nunes e Falcão (Foto: Miguel Costa Jr.)
Ricardo Zonta foi desclassificado da corrida 1 de Goiânia, pelo STJD, por uso de peças irregulares na suspensão de seu carro. Desta forma, Diego Nunes herdou a vitória. E comemorou seu primeiro triunfo em dois anos na Stock Car - mesmo que fora do topo do pódio. 

Ele não vencia desde 2016, em corrida no Velopark. Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO nesta sexta-feira (7), em Interlagos (palco da etapa final da categoria neste final de semana), comentou a decisão da justiça desportiva, tomada em instância final.

"O próprio Thiago Meneghel, dono da equipe (Shell Racing, a de Zonta) , falou que eles tinham perdido, no briefing, então a gente já imaginava, pela situação, a gente tinha quase certeza que isso ia acontecer", disse.

"Claro que queria ter subido no pódio em primeiro mas, de qualquer forma, uma vitória na corrida 1 da Stock Car é difícil. Minha terceira vitória na categoria e vamos tentar fechar com chave de ouro aqui em Interlagos", seguiu o piloto da Full Time.
Diego Nunes (Foto: Miguel Costa Jr.)
Nunes, inclusive, espera que esse triunfo sirva como motivação para 2019, já que a atual temporada não foi das mais positivas - no momento, ele aparece em 17°, com 59 pontos.

"(O triunfo) Foi bom para dar uma animada para o ano que vem. Esse ano foi difícil. O final do ano passado foi muito bom, nós passamos perto de três, quatro pódios, mas esse ano foi diífcil. Então quem sabe a gente vira o jogo para o ano que vem", finalizou.

O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a etapa decisiva da Stock Car na temporada 2018 em Interlagos com Felipe Noronha, Fernando Silva e Rodrigo Berton.