Por quarto milhão, Camilo se inspira em superação de 2015 para “reencontrar caminho da vitória”

Há quase três anos, em 16 de agosto de 2015, Thiago Camilo vencia a Corrida do Milhão pela terceira vez. Uma conquista que veio duas semanas depois de o piloto sofrer um gravíssimo acidente, que o levou a acelerar em Goiânia com uma lesão no pé

A última vez que a Corrida do Milhão foi disputada em Goiânia, antes deste fim de semana, foi em 2015. Naquele 16 de agosto, Thiago Camilo largou em 12º e, na base da raça e na esteira de um grande desempenho, faturou sua terceira vitória milionária. O triunfo foi conquistado com uma boa dose de superação. Duas semanas antes, Camilo e Felipe Fraga sofreram um gravíssimo acidente na etapa de Curitiba. A batida resultou em uma lesão no pé de Thiago, que foi para o ‘sacrifício’ em Goiânia.
 
A grande conquista de 2015 serve como inspiração para o ‘tri-milionário’ dar a volta por cima em uma temporada que vem sendo, até agora, de muitas dificuldades, ao menos dentro da pista. Prestes a ser pai, Camilo sonha com que a boa fase na vida pessoal seja também refletida nas pistas. E torce para que Goiânia volte a trazer boas vibrações para leva-o de volta à rota das vitórias.
Thiago Camilo se inspira em 2015 para voltar a triunfar na Stock Car (Duda Bairros/Stock Car/Vipcomm)

“É o que a gente espera: que Goiânia nos traga, de fato, bons fluídos. Como foi em 2015, quando a gente teve uma história de superação. Espero dar a volta por cima no campeonato, reencontrar o caminho da vitória”, comentou o recordista de vitórias na Corrida do Milhão ao GRANDE PRÊMIO. Logo mais, às 11h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rede Globo, Camilo vai largar em 18º lugar.

 
O piloto da A.Mattheis/Ipiranga lembrou a evolução exibida nas duas últimas corridas, sobretudo, quando ficou muito perto de vencer. Em Santa Cruz do Sul, por exemplo, o triunfo só não veio porque Átila Abreu contou com o Fan Push para fazer a ultrapassagem decisiva e faturar a vitória no interior gaúcho, na última corrida antes da pausa de dois meses, que se encerrou neste fim de semana.
 
“A gente já veio fazendo isso em Londrina, em Santa Cruz do Sul, disputando lá na frente e conseguindo largar entre os seis primeiros. Mas ainda, de fato, não é o degrau em que gostaríamos de estar. A gente quer estar em primeiro e reencontrar esse caminho que a equipe está acostumada, por ser vitoriosa, e é o que eu me acostumei ao longo desses anos de Stock Car. Então é meu foco e objetivo: trabalhar pela vitória”, salientou.
 
Na visão de Camilo, a Corrida do Milhão, com expectativa de ser disputada em um calor acima dos 30ºC de temperatura ambiente, vai ser muito desgastante para o carro. Assim, quem souber poupar equipamento e usar o botão de ultrapassagem no momento certo, vai levar vantagem para faturar o prêmio de R$ 1 milhão logo mais.
 
“Acho que nem tanto o desgaste físico, que é até tranquilo numa pista como essa, que você tem tempo para respirar, descansar nessas duas retas. Diferente do Velopark, onde você praticamente não descansa entre uma curva e outra”, analisou.
 
“Agora, a temperatura promete ser bastante alta, e a corrida vai ser às 11h30, horário de pico do calor. Os carros vão sofrer bastante, bem com os freios, os pneus. Para a prova desse ano, acho que vai se dar melhor quem conseguir administrar bem os botões de ultrapassagem e não perder as oportunidades”, complementou Thiago Camilo.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a Corrida do Milhão em Goiânia com Felipe Noronha, Fernando Silva e Rodrigo Berton.
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar