RC Eurofarma diz que Di Grassi ignorou ordem para cumprir punição na Corrida do Milhão

Lucas Di Grassi não cumpriu o drive-through com o qual foi punido no final da Corrida do Milhão e por isso, na penúltima volta, foi excluído da disputa. A RC Eurofarma, pela qual Di Grassi correu como convidado, afirmou que o piloto não seguiu a ordem para que cumprisse a penalização

A cena da Corrida do Milhão 2019 é indiscutível: Lucas Di Grassi passando pela entrada dos boxes para ultrapassar Ricardo Maurício e passar a liderar a prova já na parte final. Porém, a tentativa foi claramente irregular – e não passou batida pela direção de prova, que puniu o piloto. 

Di Grassi, mesmo assim, acabou não entrando nos boxes para pagar a penalização indicada: um drive-through. E, assim, na penúltima volta da Corrida do Milhão, recebeu a bandeira preta. Maurício venceu.

A RC Eurofarma, desta forma, não perdeu a vitória, já que Di Grassi correu como convidado pela equipe. Mas, segundo Rosinei Campos, o 'Meinha', o chefe, não era pra Di Grassi ter optado por continuar na pista.

"Em qualquer situação de pista, a decisão da equipe sempre é a de cumprir o regulamento", disse ele. Ou seja: Di Grassi ignorou a ordem, passada pelo rádio, para que cumprisse a punição, apurou o GRANDE PRÊMIO em Interlagos

Lucas Di Grassi e Ricardo MAurício (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)

A vaga no pódio aberta pela desclassificação do piloto da FE abriu espaço para outro membro da RC Eurofarma: Daniel Serra ocupou o terceiro posto por esta razão – e se manteve líder da temporada. Maurício é o segundo. 

GRANDE PRÊMIO cobre tudo in loco em Interlagos com os repórteres Felipe Noronha e Pedro Henrique Marum. Acompanhe tudo aqui

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube