RC vira sobre Red Bull e termina ano comemorando também título de equipes da Stock Car

Ricardo Maurício e Max Wilson fizeram, juntos, quatro pontos a mais que Cacá Bueno e Daniel Serra. Assim, comemoraram não só o título de pilotos em Interlagos, mas também o de equipes na Stock Car

A cobertura completa da Corrida do Milhão no GRANDE PRÊMIO
As imagens do domingo da Stock Car em Interlagos
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Quando voltou aos boxes comemorando o bicampeonato na Stock Car, Ricardo Maurício ainda não sabia que a RC também conquistou, em Interlagos, o título de equipes na temporada 2013. Os pontos atribuídos a ele pelo segundo lugar na Corrida do Milhão, e a Max Wilson, quinto, permitiram que o time virasse o jogo para cima da Red Bull. A diferença total foi de quatro pontos.

Nas 12 etapas disputadas, a RC fez um total de 381 pontos, contra 377 da Red Bull. Foi a quinta conquista de ‘Meinha’ na Stock Car.

A virada só foi possível por causa da regra da pontuação dobrada na etapa final. No geral, a Red Bull fez pelo menos 30 pontos em nove provas. A RC superou essa quantia em sete rodadas. Na decisão, porém, o placar apontou 72 a 36 para os campeões. Em vitórias, o placar indica vantagem de 5 a 1 para a RBR.

Campos, Maurício e Wilson comemorando o título (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

As ‘organizações Meinha’ ainda celebraram o vice de pilotos com Thiago Camilo, que compete pela RCM – terceira colocada entre as escuderias.

Sabendo da notícia, Maurício abraçou o chefe Rosinei Campos e o companheiro de equipe. Para o campeão de 2013, Wilson teve papel importantíssimo em ambas as taças. O #65 fechou o campeonato em quinto com 163 pontos.

“O Max é um excelente piloto e tenho que agradecer muito a ele. A gente trabalha muito em conjunto. Sabe que, na hora do vamos ver, todo mundo vai defender o seu. Todo mundo quer vitória. Só que a gente sabe que, se a gente se ajudar, a gente vai dar um passo a frente. Sempre vai conseguir algo melhor”, afirmou na entrevista coletiva.

“Ele é um excelente piloto e a gente consegue construir coisas bacanas durante a temporada, um puxa o outro quando dá errado, quando fura o pneu. Quando ele foi campeão, em 2010, subi no pódio para dar parabéns a ele. Ali, eu tinha perdido um título. Hoje, eu fiquei muito feliz que ele foi até o pódio me dar parabéns pelo título. É um cara que merece muito e espero continuar por muitos anos como companheiros de equipe”, contou.

Campos ficou emocionado com as conquistas. “O Ricardo fez uma temporada muito regular e, hoje, fez uma fantástica. Tivemos altos e baixos como várias equipes tiveram. No fim, ganhamos o campeonato de pilotos e de equipes, e a nossa equipe coirmã, a RCM, foi vice com o Thiago. Então foi um final de temporada muito gratificante”, falou Meinha ao GRANDE PRÊMIO.

A RC não comemorava um título desde 2010, quando Wilson foi campeão.

GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' a Corrida do Milhão da Stock Car em Interlagos com os repórteres Hugo Becker e Renan do Couto e os fotógrafos Felipe Tesser e Rodrigo Berton.Acompanhe o noticiário aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube