Stock Car

Serra põe consistência como chave, minimiza ‘match-point’ e vê etapa de Goiânia “como as anteriores”

Daniel Serra tem chances matemáticas de confirmar a conquista do bicampeonato neste fim de semana em Goiânia, palco da 11ª e penúltima etapa da temporada 2018 da Stock Car. Mas o atual líder do campeonato prefere abordar etapa por etapa, sem pensar muito no título
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Daniel Serra (Foto: Renato Mafra)

A 11ª e penúltima etapa da temporada 2018 da Stock Car, a ser disputada neste domingo (4) em Goiânia, também pode marcar a conquista antecipada do título por parte de Daniel Serra. Restando três corridas para o desfecho do campeonato, ainda há 110 pontos em jogo (30 pela vitória na corrida 1, 20 na segunda prova em Goiânia e 60 na corrida final em Interlagos), mas Daniel Serra pode liquidar a fatura por antecipação se terminar a última rodada dupla do ano com 61 pontos de vantagem para o segundo colocado.
 
No momento, o vice-líder do campeonato é Felipe Fraga, que está 34 pontos atrás do atual campeão. Rubens Barrichello, terceiro colocado na temporada, tem 76 tentos de atraso para Serra. No caso do piloto da Cimed, Daniel precisaria abrir mais 27 pontos para chegar aos 61 de frente e conquistar o título por antecipação em Goiânia.
 
No entanto, dado todo o equilíbrio e competitividade da Stock Car, além do regulamento que define pontuação dobrada para a última corrida do campeonato, a chance de o título ser definido em Goiânia é improvável, embora longe de ser impossível.
Daniel Serra trata a etapa deste fim de semana como outra qualquer na luta pelo título (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
Sendo assim, Serra deixa claro que procura encarar a jornada deste fim de semana em Goiânia como as outras, lutando para somar o máximo de pontos para abrir uma vantagem confortável na luta pelo título.
 
“Estamos encarando esta etapa como encaramos todas as anteriores: dando o máximo que temos, tentando melhorar os pontos que são possíveis. Não tem muito o que fazer de diferente, para falar a verdade. Temos marcado bons pontos em todas as etapas, e essa consistência é a chave”, analisou o piloto da RC Eurofarma, que lidera o campeonato desde o começo, quando venceu a Corrida de Duplas ao lado de João Paulo de Oliveira, no mês de março em Interlagos.
 
Quanto ao regulamento de pontuação dobrada, que muitas vezes ajuda a Stock Car a chegar ao fim da temporada com pelo menos dois pilotos na briga, Serra não concorda, mas sabe que não há o que fazer a não ser lutar para confirmar mais um título
 
“Não acho justo, mas são as regras, então vamos em frente. Nosso foco não está no campeonato, mas em fazer o melhor trabalho em pista para que os pontos sejam uma consequência”, salientou o piloto, que lembrou as jornadas difíceis que teve no campeonato, quando chegou inclusive a ter a liderança ameaçada por Fraga. Em Campo Grande, Daniel viveu um raro fim de semana negativo e zerou na capital sul-mato-grossense. 
 
“Tive duas etapas ruins ao longo do ano, mas sabia que era algo pontual e não um problema do carro. Vamos seguir lutando e, quem sabe, manter a liderança até chegarmos ao último segundo da bandeirada final”, assegurou o líder do campeonato.