Shell busca manter protagonismo em segunda metade da temporada da Stock Car

A partir deste fim de semana, no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu, a principal categoria do automobilismo brasileiro entra na segunda metade da temporada. Ricardo Zonta e Átila Abreu estão entre os bons nomes do campeonato, Gaetano di Mauro vem do seu melhor resultado, enquanto Galid Osman mira uma vaga no top-10 da tabela

A Stock Car atravessa o chamado equador nesta incomum temporada 2020 e entra na segunda metade da temporada neste fim de semana com a disputa da etapa que vai ser realizada no Autódromo do Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. Em um campeonato marcado pela grande novidade que representa a adoção da nova geração de carros e também pela chegada da Toyota para medir forças com a Chevrolet, a luta pelo título está bem longe de ser definida. E a Shell, que já venceu duas corridas neste ano, as duas com Ricardo Zonta, busca manter o protagonismo na sequência do calendário, que está previsto para terminar somente em 13 de dezembro com a disputa final do ano em Interlagos.

Vice-líder do campeonato com 132 pontos, contra 146 do ponteiro, César Ramos, o piloto da RCM seria o líder da tabela se já fossem considerados os três descartes previstos pelo regulamento para definir a pontuação definitiva — algo que, na prática, vai passar a ser contabilizado a partir das etapas de Goiânia, em novembro. Zonta esteve recentemente no Velocitta e, em parceria com Werner Neugebauer, triunfou na etapa da Porsche Endurance Series. Portanto, traz no retrospecto o otimismo para lutar por uma nova vitória, desta vez com o seu Toyota Corolla #10.

“Mogi é uma pista que exige bastante, dá para perceber que o calor influencia bastante, tem pouca reta. Então, o calor é um dos pontos que exigem do piloto e do equipamento, dos freios”, disse Ricardo. Segundo o site especializado Climatempo, a previsão é de temperatura máxima ambiente na casa dos 31ºC, o que significa um calor ainda mais alto dentro dos carros e também no asfalto.

STOCK CAR; RICARDO ZONTA; SHELL;
Ricardo Zonta chega ao Velocitta como um dos grandes nomes da temporada (Foto: José Mário Dias/Shell)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“É uma das pistas em que vai se usar bastante o freio, pode ser um diferencial para os carros, que estão bem equilibrados. Evoluímos bastante na última bateria de Cascavel sobre as ondulações. O Velocitta não é uma pista tão ondulada, mas, com a evolução que tivemos, talvez abra um caminho para evoluirmos mais o carro numa pista como o Velocitta”, explicou o piloto.

“Estou bem animado, as pistas nas quais tive mais dificuldade foram Cascavel e Londrina. Acredito que, de agora em diante, voltaremos a ter uma performance mais equilibrada como no começo do campeonato”, complementou Zonta.

Átila Abreu vai correr praticamente em casa neste fim de semana. Isso porque o sorocabano continua no interior de São Paulo para acelerar num circuito que lhe traz grandes lembranças, como as vitórias conquistadas no Velocitta em 2017 e 2018. Além disso, o piloto da equipe Crown Racing aposta no conhecimento que tem do novo Chevrolet Cruze depois de ter feito os testes antes do início do campeonato em Mogi Guaçu.

Átila Abreu é um dos pilotos mais regulares do campeonato (Foto: José Mário Dias)

“Mogi foi a pista onde testamos na pré-temporada, então é a primeira pista que vamos já com experiência deste carro. Conseguimos colher algumas informações, é claro que na época era o primeiro contato com o carro deste ano, foi só um dia de treinos, mas já facilita um pouquinho para não começarmos do zero. É uma pista que gosto muito, sou recordista de vitórias lá. Mas é uma nova situação com esse carro. Nós estamos trabalhando para tentar evoluir, o carro vem melhorando corrida após corrida, mas ainda falta algo mais para, quem sabe, começarmos a brigar por pódios e vitórias”, disse.

Átila, quarto maior pontuador do fim de semana de 5ª e 6ª etapas, em Cascavel, é, ao lado de Ricardo Maurício, o piloto que somou pontos em todas as nove corridas do ano. O piloto agora busca não somente manter a regularidade, mas buscar pódios e vitórias.

“Pretendemos fazer algumas mudanças grandes para essa etapa, vamos ver se encontramos esse caminho que estamos procurando. É tentar aproveitar ao máximo os treinos para conseguir que essa etapa seja um divisor de águas para nós, de fato, entrarmos na briga pelo campeonato e começar a somar grandes pontos nessa segunda metade da temporada”, comentou Átila, que também vem embalado por um pódio na Porsche Endurance Series, sendo segundo colocado na classe GT3 Cup 3.8 ao lado de Leo Sanchez.

“Estou muito animado, viemos de um bom resultado na Porsche Endurance, então tudo conspira a favor para que tenhamos um bom fim de semana”, complementou.

Galid Osman com seu Chevrolet Cruze #28 da Crown Racing (Foto: José Mário Dias/Shell)

Companheiro de equipe de Átila na equipe Crown Racing, sediada em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Galid Osman só não pontuou em duas das nove corridas do calendário. O paulista de 34 anos vê na etapa interiorana a chance de dar um impulso no campeonato depois de evoluir ao longo do fim de semana cascavelense.

“A expectativa é boa. Na última corrida, em Cascavel, começamos muito mal os treinos e terminamos bem competitivos, andando mais na frente. Então, acredito que encontramos um bom caminho, e vamos pra cima”, declarou o dono do carro #28.

Por fim, Gaetano di Mauro vem embalado pela conquista do seu melhor resultado pessoal na temporada, sendo quarto colocado na corrida 2 da etapa de Cascavel. O piloto da Vogel, que também correu recentemente na Porsche Endurance Series, reconhece que seu Chevrolet Cruze #11 não está ao nível que deseja, mas aposta para dar mais um salto nesta temporada 2020.

“Estou animado para a etapa do Velocitta, pude correr lá de Porsche, o que já foi um treino muito bom para a corrida da Stock. É uma pista muito legal de guiar, lembra muito um kartódromo, então vamos buscar os melhores resultados. Sabemos que ainda não temos um carro competitivo, mas espero que dessa vez consigamos chegar ao acerto ideal para termos uma disputa no lugar onde merecemos”, explicou.

Gaetano di Mauro vem embalado pelo seu melhor resultado no campeonato (Foto: José Mario Dias/Shell)

A etapa do Velocitta vai começar com as atividades de pista na sexta-feira, concentradas à tarde, com o shakedown e o primeiro treino livre. Na manhã de sábado, os pilotos da Stock Car aceleram para o segundo treino livre, às 8h40, enquanto o treino classificatório está marcado para 12h15 (horário de Brasília. A primeira das duas corridas tem largada prevista para 11h de domingo, com duração de 30 minutos mais uma volta, enquanto a segunda prova do fim de semana acontece a partir de 11h55. As provas vão ter transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV2.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube