Shell V-Power tem dia de testes, e Átila e Zonta enxergam forte potencial de carro para Cascavel

A sexta-feira de treinos livres em Cascavel não foi de grandes resultados para a dupla da Shell V-Power, Ricardo Zonta e Átila Abreu. Mas ambos confiam no potencial do carro para a hora que vale: treino de classificação e corrida

A sexta-feira (7) em Cascavel, primeiro dia da etapa da Stock Car 2018 na cidade paranaense, não foi das mais ideais para a dupla da Shell V-Power, Ricardo Zonta e Átila Abreu. Mas se os resultados em termos de classificação no treinos livres ficaram aquém das expectativas, é permitido relativizar e pensar na hora que mais importa: o treino de classificação e as corridas no Paraná.

Por isso, tanto Átila, que ficou em 22° no TL1 e em 12° no TL2, como Zonta, 26° e 20°, analisaram o dia de forma positiva, pensando nos testes que a Shell V-Power pôde fazer na pista.

Para o #10, o dia foi de novidades no carro — assim, os resultados não refletem exatamente a expectativa para quando o tempo for decisivo.

"Viemos fazendo alguns testes, principalmente porque eu estava no primeiro grupo, então todos os experimentos foram no meu carro. Então, eu não tive o carro totalmente acertado hoje e, no finalzinho, conseguimos achar uma direção, mas fui atrapalhado, peguei na zebra e tive um problema no alinhamento do carro" disse.

"A posição não é tão boa, mas a referência de desenvolvimento do carro foi para um lado bom. O dia de amanhã promete bastante para uma performance melhor", seguiu.

Ricardo Zonta (Foto: Fabio Davini/Shell Racing)

Já Átila focou no potencial que enxergou para o final de semana após as primeiras sessões livres.

"No segundo treino, houve pilotos que passaram os quatro pneus zero, enquanto nós não, e você compara a performance. O carro tem potencial, evoluímos em relação a alguns problemas que tivemos com a traseira do carro, mas temos margem para melhorar a performance", analisou.

"Os quatro décimos que eu tomo são no primeiro trecho, com a primeira curva muito rápida, o Bacião, onde o carro ainda não se comporta tão bem, e quando você melhora isso, por ser uma curva muito longa e rápida, aparecem três ou quatro décimos. Agora é ver os dados para melhorar amanhã. Não está ruim, mas há o que melhorar para brigar pela pole", seguiu um otimista dono do carro #51.

Átila Abreu (Foto: Fabio Davini/Shell Racing)

Thiago Meneghel, chefe da Shell V-Power, seguiu a linha de seu piloto e crê na melhora no sábado: "Aqui é sempre muito equilibrado durante os treinos, mas tem muita coisa para melhorar até amanhã. O Átila virou um bom tempo para a condição de pneu e o Zonta nem tanto porque foi atrapalhado e escapou da pista. Vamos trabalhar para evoluir e brigar pela ponta."

A dupla volta à pista de Cascavel às 9h45 (de Brasília) para a última sessão de treino livre. Às 13h, começa a classificação.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o fim de semana da etapa de Cascavel da Stock Car com Felipe Noronha, Fernando Silva e Rodrigo Berton.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube