Stock Car

Suspeita de manipulação de resultados contra Cacá Bueno provoca afastamento de comissários e gera escândalo na Stock Car

Comissários da Stock Car foram flagrados em conversas que levantam dúvidas sobre a isenção da CBA em relação a Cacá Bueno. A entidade já afastou as pessoas envolvidas e promete investigar o caso

Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
Uma inocente troca de mensagens pelo celular pode ter sido a faísca para o começo de um debate sobre a isenção nas punições da Stock Car. Dois fiscais da categoria foram flagrados conversando a respeito de medidas tomadas contra Cacá Bueno, piloto com histórico de convivência pouco pacífica com a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).
 
As conversas, divulgadas pelo jornal ‘Folha de S. Paulo’, revelam, em tom de deboche, como os comissários reagiram ao episódio da bandeirada da etapa de Ribeirão Preto, em que Cacá chamou a CBA de “bando de imbecis”. Após o comentário do veterano, o comissário Paulo Ygor Dias mandou uma mensagem provocadora: “Vamos desclassificar ele por alguma coisa na próxima etapa”, escreveu.
Cacá Bueno volta a ser pivô de um escândalo da Stock Car (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Bom, na minha época o Cacá foi 3 vezes vice pq eu não estava a fim de deixar ele ser campeão”, disse Clóvis Matsumoto, em resposta ao colega. “Eu presenciei essa época do matsu... E tbm não faz muito que ele não foi campeão por uns pontinhos que tiramos dele”, seguiu Ygor Dias.
 
A CBA, através de comunicado, revelou que os comissários em questão já foram afastados de seus cargos. Um inquérito administrativo, visando apurar irregularidades, também foi aberto. A Confederação se defende, afirmando que, desde janeiro de 2009, nenhum piloto recebeu punição por aspectos técnicos. A informação, todavia, bate de frente com uma punição aplicada a Cacá Bueno e Daniel Serra em 2012, na etapa de Jacarepaguá. Na ocasião, a dupla foi desclassificada por irregularidades nos discos de freio.
 
Através de suas redes sociais, Galvão Bueno também se pronunciou. O narrador, pai de Cacá, comemorou que “a caixa preta da CBA” foi aberta, esperando por punições aos envolvidos.

Também citado nas gravações reveladas pela 'Folha' entre os supostamente prejudicados, Thiago Camilo se manifestou através de sua conta no Instagram, se dizendo orgulhoso por estar ao lado de Cacá. O piloto da RCM fez duras críticas à CBA, pedindo que as coisas mudem na confederação e na categoria por respeito aos pilotos, equipes e mecânicos.
 
 

Que vergonha, é só o que posso sentir depois de ler um absurdo desses. A matéria acima foi publicada pela Folha de São Paulo de hoje onde a mesma teve acesso a uma conversa de grupo de WhatsApp entre comissários da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). O texto fala em manipulação de resultados e 'escolhidos' pelos citados a serem 'perseguidos' pelos órgãos da entidade. Só tenho a lamentar tamanha cara de pau e incapacidade dos envolvidos e responsáveis por colocar pessoas desse gabarito no 'poder', falta de respeito com os fãs, com a categoria, patrocinadores, equipes e mecânicos que trabalham sério e incansavelmente p/ que tudo corra dentro da normalidade e o esporte prevaleça. De verdade, ser taxado de chato junto com Caca em uma situação dessas é motivo de orgulho, eu nunca precisei ser político com a CBA e seus órgãos, eu vivo do esporte, continuarei a defender e não faço questão de ser 'queridinho' por pessoas dessa gabarito, deixo isso p/ maioria que sustenta mtas vezes o errado com medo de sofrer com coisas parecidas com a dessa matéria. Posso sim ter sido prejudicado e ao que tudo indica fui, o @cacabuenoracing mais ainda, mas me sinto aliviado de ter defendido o correto. Que esse seja o ponto final p/ esse tipo de coisa. Sem mais.

Uma foto publicada por Thiago Camilo (@thiagocamilo21) em


A nova polêmica da categoria será um dos assuntos abordados pelo GRANDE PREMIUM em seu lançamento, marcado para esta terça-feira (1º). Trata-se do novo braço do GRANDE PRÊMIO, com matérias e análises ainda mais aprofundadas, além de um chamativo plano de assinaturas que trará experiências e benefícios exclusivos.
VEJA A EDIÇÃO #17 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA A F1 E A MOTOGP