Voltando à Stock Car, animado Chico Serra não corre com Daniel porque “não abriram exceção”

Afastado da Stock Car desde que se aposentou, cinco anos atrás, tricampeão Chico Serra volta acreditando que vai precisar se readaptar a carro bem diferente do que os de sua época


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Aos 57 anos de idade, os últimos cinco aposentado, Chico Serra volta à categoria que ajudou a popularizar. Tricampeão, o paulista está ao lado do novato Felipe Lapenna para abrir a temporada da Stock com a corrida de duplas neste domingo em Interlagos. Serra se mostrou bastante animado com o formato, uma novidade que a Stock estreia inspirada no modelo do V8 Supercars australiano, ainda que não saiba como vai render guiando um carro extremamente diferente daquele que a categoria apresentava quando ele se afastou. 

"É legal voltar numa circunstância assim, numa corrida como essa. Estou há cinco anos parado, quer dizer, lógico que vou sentir muita diferença. Nessa condição de corrida, em dupla, como convidado, eu topei porque achei muito legal. A expectativa está grande para saber como vou me sair amanhã nos treinos. Mudou muito, cinco anos é muita coisa no automobilismo. A tecnologia que tem aqui hoje é muito diferente da minha época. Você vê o tratamento dos carros, especialmente os pneus, são muito diferentes daquela época. Então, vou ter que me readaptar de novo", afirmou, entusiasmado, ao GRANDE PRÊMIO.

Para Serra, a parte negativa do evento fica por conta da falta de tempo para os convidados se acostumarem com o carro da Stock. Eles terão dois treinos livres na manhã desta sexta-feira (21) para se familiarizarem com as máquinas. "Infelizmente é muito pouco tempo de treino que eu tenho. Vou tentar fazer o melhor possível dentro do que tem aí", disse.

Chico Serra (Foto: Rodrigo Berton | Grande Prêmio)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

No entanto, logo que seu nome foi anunciado, uma pergunta surgiu: por que não correr ao lado de seu filho e um dos candidatos ao título da temporada, Daniel Serra? A resposta é que as regras da corrida de duplas permitem que Chico, por morar no Brasil e ser campeão da categoria, mesmo que num passado já um tanto quanto distante, faça dupla apenas com novatos. Nem um pedido do piloto que dominou a categoria entre 1999 e 2001 amoleceu o coração da organização da Stock.

"Não vou correr com o Daniel porque não pode. Nessa configuração, convidado como eu, baseado no Brasil e que já foi campeão de Stock, só pode correr com piloto estreante. Lógico que eu gostaria de correr com o Daniel, meu filho, inclusive até pedi lá na Vicar, mas não abriram exceção, então não dá para fazer", completou.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a corrida de duplas da Stock Car em Interlagos com os repórteres Renan do Couto, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe o noticiário aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube