Wilson revive esperança de título com “maior quantidade de pontos possíveis” na Corrida do Milhão

A Eurofarma não conseguiu vencer a Corrida do Milhão, mas manteve a liderança da classificação com Daniel Serra e viu Max Wilson ir ao pódio com a segunda colocação. Para ele, aliás, a prova não foi perfeita, mas longe de ser ruim

Max Wilson quase conseguiu vencer a Corrida do Milhão da Stock Car no último domingo (5), sendo ultrapassado por Rubens Barrichelolo, que usou o Fan Push, no final da prova. Mas ele foi ao pódio com a segunda colocação e, pensando na classificação, conquistou um bom resultado.

Essa foi a análise feita pelo piloto da Eurofarma após a corrida, em entrevista ao GRANDE PRÊMIO no paddock do autódromo de Goiânia. 

"Em termos de campeonato, obviamente o objetivo era vencer. E, se não vencesse, era conquistar a maior quantidade de pontos possíveis", disse Wilson.

"Não deu para vencer, faltou um pouquinho, então saio daqui com 30 pontos, o que é bom para o campeonato. Não posso falar que foi um resultado ruim, não", completou.

Max Wilson (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Ele foi a 120 pontos, na terceira colocação da classificação. E reviveu as esperanças de título, já que seu companheiro Daniel Serra, líder do campeonato, ficou apenas em oitavo na Corrida do Milhão e foi a 165 pontos. Entre eles está Marcos Gomes, com 130.

Antes da parada da Copa do Mundo, Wilson havia afirmado que gostaria de "continuar como estava" durante a primeira parte da temporada. Em Goiânia, ele provou este ponto se aproximando da briga pela liderança.

O piloto da Eurofarma tem a chance de manter a boa fase em Campo Grande, próximo palco da Stock Car, na próxima semana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube