Stock Car

Wilson vibra com “vitória bem suada” em Goiânia, mira top-3 do campeonato e promete ajuda a Serra

De forma emocionante, Max Wilson venceu pela segunda vez na temporada neste domingo (4) em Goiânia. Agora o campeão de 2010 já pensa na etapa final do ano com foco no terceiro lugar no campeonato e na ajuda ao companheiro de equipe, Daniel Serra, que luta pelo título
Warm Up, de Goiânia / FERNANDO SILVA, de Goiânia
 Max Wilson (Foto: Fernanda Freixosa/Stock Car)
Max Wilson venceu pela segunda vez na temporada 2018 da Stock Car. E foi uma vitória com direito a emoção do início ao fim. Com ótimo ritmo de corrida, Max também contou com o preciso trabalho de estratégia e pit-stop da RC Eurofarma para sair do pelotão intermediário após largar em 15º e ser alçado ao grupo dos ponteiros depois da parada nos boxes. Desde então, o dono do carro #65 escalou o pelotão, avançou às primeiras posições, superou Julio Campos e ocupou a ponta. Mesmo com a pressão imposta por Nelsinho Piquet nas voltas finais, valeu a experiência de 165 largadas do campeão da Stock Car em 2010.
 
Wilson cruzou a linha de chegada apenas 0s435 à frente de Nelsinho. “Foi uma vitória bem suada”, declarou o piloto ao GRANDE PRÊMIO pouco depois da conquista em Goiânia.
 
“O Nelsinho ficou na segunda metade da corrida toda muito próximo, o ritmo dos carros eram bem parecidos. Acho que tinha uns dois pushes a mais do que ele talvez na corrida em relação ao que usei na primeira. Fiquei feliz, principalmente depois de ter vindo de alguns resultados ruins nas últimas etapas’, salientou o vencedor, que não vencia desde a corrida 1 da etapa de Londrina, disputada em maio.
Nos braços do povo, Max Wilson celebra vitória em Goiânia (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
“Foi uma vitória que me animou bastante. Me aproximei do Rubinho, que está em terceiro no campeonato, então vamos ver se a gente consegue lutar pela terceira colocação em Interlagos”, complementou Max, que subiu para a quinta posição da tabela, com 197 pontos, e está 12 atrás do amigo.
 
Para a disputa da etapa final da temporada, no dia 9 de dezembro em Interlagos, Wilson já tem objetivos bem definidos. O primeiro é finalizar o campeonato entre os três primeiros. O outro é ajudar o companheiro de equipe, Daniel Serra, na luta pelo título contra Felipe Fraga. “São as duas coisas: beliscar o terceiro lugar e ajudá-lo ao máximo também”.
 
Por fim, Max lembrou da Corrida do Milhão, disputada na mesma Goiânia em agosto, só que no anel externo. Wilson ficou muito perto da vitória milionária, que não veio depois de o piloto ter sido ultrapassado na penúltima volta pelo amigo Barrichello, que faturou o cobiçado prêmio.
 
“Vim aqui duas vezes... Na Corrida do Milhão ‘bateu na trave’, a gente quase venceu. E aqui a gente acabou vencendo. As duas foram muito disputadas. Estou bastante feliz com as vindas em Goiânia e espero que no ano que vem também sejam boas”, complementou.