Carrasco brilha após longa recuperação e vence corrida 2 da Supersport 300 em Misano

Depois de ficar afastada em razão de uma longa recuperação após grave acidente no ano passado, Ana Carrasco voltou a brilhar e garantiu, em Misano, sua primeira vitória na temporada do Mundial de Supersport 300

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois de ter seu caminho ao título do Mundial de Supersport 300 interrompido após uma lesão sofrida em setembro de 2020 no circuito de Estoril, em Portugal, Ana Carrasco voltou a brilhar na categoria: neste domingo (13), pela segunda etapa da competição em 2021, a campeã de 2018 voltou ao topo do pódio ao conquistar uma vitória segura na corrida 2, em Misano.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Vale ressaltar que Carrasco não ganhava uma prova desde que venceu em Portugal no ano passado, mesmo lugar onde, um mês depois, fraturou três vértebras. Após a operação, a espanhola passou por um longo período de recuperação, mas bastaram apenas três rodadas e seis corridas para sentir o gosto de uma vitória novamente.

Com sua Kawasaki, a dona da moto #11 era a segunda colocada na curva final da corrida de 15 voltas, mas um erro do rival Tom Booth-Amos fez com que a espanhola garantisse seu primeiro triunfo neste ano. Ao falar sobre seu retorno em 2021, Carrasco comemorou seu resultado no circuito italiano e não escondeu a emoção.

Após lesionar três vértebras, Carrasco ficou meses fora das pistas, mas se recuperou e voltou ao topo do pódio (Foto: Wold SBK)

“Estou muito feliz hoje porque o caminho até aqui depois da lesão foi muito longo. Muitos meses sem correr. E, com certeza, o retorno é sempre difícil. Não posso estar mais feliz com este resultado. O principal objetivo desta temporada era ser competitiva, estar de volta ao pódio. Com certeza, vencer em Misano é muito importante para mim. Conseguir isso na quarta corrida é muito bom porque podemos começar a pensar no campeonato. Estou muito feliz. E só quero agradecer à equipe, a todos na equipe, à Kawasaki, ao meu patrocinador, à minha família porque eles sempre me apoiaram”, disse ela.

Ao falar sobre seus objetivos para o resto da temporada, Carrasco foi clara: “O título com certeza não é o meu principal objetivo porque ainda temos 12 corridas, então é muito. Tenho que pensar corrida após corrida. Com certeza, estou melhorando, mas não estou na minha melhor forma, então temos que continuar trabalhando para continuar melhorando a cada corrida. Tentarei ser mais competitiva às sextas-feiras, também na Superpole, é o próximo passo a dar. E sim, tentaremos ganhar corridas e no final da temporada veremos onde estamos. Mas com certeza o principal objetivo é tentar vencer corridas”, finalizou.

Ana Carrasco está em terceiro lugar na classificação geral com 42 pontos, 30 atrás do líder, seu compatriota Adrián Huertas, que foi o décimo na corrida deste domingo, após vencer a corrida 1 no último sábado (12).

O Mundial de Supersport 300 volta a acelerar em 25 de julho no circuito de Assen, a chamada ‘Catedral da Motovelocidade’, na Holanda.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar