Superbike
18/09/2017 08:16

Rea vence duas vezes na rodada de Portimão e se aproxima do terceiro título seguido do Mundial de Superbike

Jonathan Rea foi dominante em Portugal e venceu as duas corridas do Mundial de Superbike disputadas em Portimão. O inglês abriu 120 pontos de vantagem para o ausente Tom Sykes e se aproximou ainda mais do tricampeonato
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jonathan Rea (Foto: Provec)

Jonathan Rea teve um fim de semana impecável em Portimão. Além de faturar a pole-position para a corrida um, o #1 teve um fim de semana 100%, com vitórias nas duas baterias disputadas em Portugal.
 
No sábado, na primeira perna da rodada dupla, Rea conseguiu uma vitória dominante ― a décima do ano ― à frente de Chaz Davies e Marco Melandri. Intocável por 20 voltas, Johnny disparou na ponta logo na largada e recebeu a bandeirada com 6s189 de margem o rival inglês da Ducati.
Jonathan Rea está perto de conquistar o terceiro título seguido no Mundial de Superbike (Foto: Provec)

Leon Camier colocou a MV Agusta na quarta colocação no sábado, à frente de Michael van der Mark. Jordi Torres, Eugene Laverty, Lorenzo Savadori, Xavi Forés e Ramón Ramos completaram o top-10 da corrida um no Algarve.
 
No complemento da rodada, Rea teve um pouquinho mais de trabalho, já que o regulamento do Mundial o deixou mais para trás no grid. Ainda assim, o #1 não tardou a escalar o pelotão e disparou na ponta para completar a corrida 5s834 antes de Van der Mark, o segundo colocado. Melandri ficou com o terceiro tempo. Rival pelo título, Davies caiu com três voltas para o fim da disputa.
 
A quarta colocação ficou com Laverty, com Torres, Savadori, Leandro Mercado, Anthony West, Ayrton Badovini e Takumi Takahashi completando o rol dos dez melhores.
 
Com o resultado, Rea chegou aos 431 pontos, 120 a mais que Tom Sykes, que não correu em decorrência das lesões sofridas em um forte acidente no TL3, e pode faturar seu terceiro título consecutivo em Magny-Cours, próxima parada do campeonato, que acontece entre 29 de setembro e 1 de outubro. 135 pontos atrás do líder, Davies tem a terceira colocação, seguido por Melandri, Lowes, Van der Mark, Forés, Camier, Torres e Laverty.
 
Com três etapas para o fim do campeonato, a Kawasaki lidera o Mundial de Construtores com folga. Com 465 pontos, a marca nipônica tem 70 de vantagem para a Ducati, a segunda colocada. A Yamaha é a terceira na tabela, seguida por Aprilia, BMW, MV Agusta e Honda.
KUBICA TEM WILLIAMS COMO GRANDE CHANCE PARA VOLTAR À F1 EM 2018. E PODE "SOBRAR MUITO" PARA MASSA