Truck

Andrade diz que andou em ritmo de classificação para vencer corrida 1: “Queria buscar meu limite”

Roberval Andrade foi soberano e venceu até com certa tranquilidade a primeira corrida da Copa Truck em Rivera. Terceiro no grid, o piloto disse que andou em ritmo de qualificação para testar o próprio limite
Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
 Roberval Andrade comandou a primeira corrida em Rivera (Foto: Vanderley Soares)
O domingo foi de festa para Roberval Andrade, que venceu a primeira corrida da Copa Truck em Rivera. Terceiro no grid, o piloto da Scania deixou Wellington Cirino para trás logo na largada e não demorou a ultrapassar Felipe Giaffone. Depois, abriu vantagem e recebeu a quadriculada com boa margem para o segundo colocado.
 
A vitória vem depois de um drama vivido ainda na qualificação de sábado. Com uma vaga assegurada no Top Qualifying, o Scania #15 apresentou um problema elétrico quando veio o sinal verde para a disputa da pole-position. Mesmo perdendo tempo em relação aos rivais, Andrade conseguiu sair e marcar o terceiro melhor tempo. 
Roberval Andrade e seu caminhão Scania (Foto: Vanderley Soares)
"Ontem cometi um erro na classificação. Tinha uma chance mínima de fazer a pole, mas perdi a concentração por conta de uma pane elétrica no Top Qualifying", recordou.
 
Roberval também falou que buscou andar no limite o tempo todo, por isso conseguiu abrir boa margem para Giaffone.
 
"Falei para a equipe hoje que ia ganhar andando em ritmo de classificação volta a volta porque tinha certeza que a gente tinha condições de ir pra frente. E deu certo, até a última volta abri bastante porque eu queria buscar o meu limite, o limite do meu equipamento. Eu me diverti com esse caminhão Scania", acrescentou o piloto que carrega a bandeira do Corinthians.
 
Com uma vitória e um terceiro lugar na corrida 2, Andrade finalizou a Copa Mercosul em terceiro, garantindo um troféu de bronze e pontos extras para a Grande Final em Curitiba.