Truck

Cirino confirma favoritismo e larga na pole em Buenos Aires. Giaffone é segundo

Mais veloz na sexta e no sábado pela manhã, Wellington Cirino conseguiu a pole-position para a etapa de Buenos Aires, que abre a Copa Mercosul. Felipe Giaffone ficou perto, mas acabou em segundo, com Roberval Andrade fechando o top-3

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
Wellington Cirino confirmou o bom momento e anotou a pole-position para a etapa de Buenos Aires da Copa Truck na tarde deste sábado (15). Essa é a quarta pole de Cirino em seis corrida disputadas até aqui. 
 
O representante da Mercedes virou 1min36s538 no Top Qualifying, apenas 0s109 mais rápido do que Felipe Giaffone, que apresentou um bom ritmo também, mas não conseguiu superar Cirino. Roberval Andrade deu pinta de que poderia brigar pela primeira posição, mas acabou a 0s376 do líder e vai abrir a segunda fila.
 
André Marques garantiu o quarto lugar, seguido do surpreendente Pedro Paulo, que vai largar em quinto em sua segunda etapa na categoria. Renato Martins ficou com o sexto lugar, seguido de Giuliano Losacco. Régis Boessio, o último no Top Qualifying, vai largar em oitavo.
 
A largada para a primeira corrida do fim de semana está marcada para 13h19 deste domingo.
Felipe Giaffone fecha a segunda fila do grid de largada (Foto: Duda Bairros)
Saiba como foi o treino classificatório em Buenos Aires
 
Os primeiros minutos que dão direito a uma vaga no Top Qualifying foram bem movimentados com praticamente todos os pilotos na pista. Leandro Totti saiu, mas nem sequer completou uma volta. Beto Monteiro, que apareceu bem nos treinos livres, ficou nos boxes e não conseguiu marcar tempo. Assim, vai largar em último na corrida 1.
 
Felipe Giaffone recuperou-se do problema mecânico que o envoloveu no TL3 e começou muito bem. Virou 1min36s218 e foi para a liderança. Roberval Andrade também andou na casa de 1min36s, mas quase 0s5 atrás do Volkswagen.
 
Wellington Cirino virou uma volta rápida, o suficiente para se colocar em terceiro, seguido por seu companheiro de equipe, André Marques, o quarto. Danilo Dirani, também da Mercedes, era o quinto colocado.
 
Totti conseguiu retornar antes do cronômetro zerar, mas ficou com o 11º tempo, ou seja, fora da zona de classificação para o Top Qualifying.
 
Os oito melhores classificados foram Felipe Giaffone, Roberval Andrade, Wellington Cirino, André Marques, Giuliano Losacco, Pedro Paulo Fernandes, Régis Boessio e Renato Martins.
 
No Top Qualifying, Cirino virou 1min36s662, com Giaffone em segundo na primeira passagem. Na sequência, Marques, Paulo, Martins, Losacco, Boessio e Andrade.
 
Na segunda passagem, Andrade pulou para terceiro. Depois, Cirino melhorou e ganhou um pouco mais de fôlego na liderança. Mas Giaffone também evoluiu, e ficou a 0s109 do Mercedes.
 
Giaffone, que mais se aproximava de Cirino, acabou errando em sua última tentativa e a primeira colocação ficou mesmo com o #6.