Truck
25/03/2018 13:30

Cirino supera Giaffone e vence primeira corrida da rodada dupla de abertura da temporada 2018 em Cascavel

A Copa Truck começou bem a temporada 2018. Com boas disputas, a corrida 1 em Cascavel viu Wellington Cirino, da Mercedes, imprimir forte ritmo e levar a melhor em disputa com Felipe Giaffone, que ainda teve problemas e quase perdeu o segundo lugar para Beto Monteiro
Warm Up / GABRIEL CURTY, de São Paulo
 Wellington Cirino em Tarumã (Foto: William Inácio)

Wellington Cirino começou com tudo a temporada 2018 da Copa Truck. Em ótima atuação, o paranaense da Mercedes levou a melhor em disputa com Felipe Giaffone e venceu a primeira corrida da rodada dupla em Cascavel.

Giaffone, que havia liderado todas as sessões até a corrida 1 com a Volkswagen, perdeu bastante rendimento logo após ser ultrapassado por Cirino, mas, mesmo assim, ainda salvou a segunda colocação, apesar de alguma investida final de Beto Monteiro, da Iveco, o terceiro colocado.

Renato Martins fez boa prova de recuperação e foi quarto, cruzando a linha final sendo bastante apertado por André Marques, o quinto colocado. Régis Boessio não teve uma prova fácil e chegou em sexto, na frente do estreante Giuliano Losacco.

De forma quase que dramática e com uma roda praticamente solta, Débora Rodrigues ainda chegou no oitavo lugar, com Alex Fabiano em nono e Djalma Fogaça, em décimo, colados na pilota.
A ultrapassagem que definiu a corrida 1 em Cascavel (Foto: Vanderley Soares/Copa Truck)
Confira como foi a corrida 1 da Copa Truck em Cascavel

Com a pista do autódromo Zilmar Beux ainda com alguns pontos bem molhados, a primeira corrida da temporada 2018 da Copa Truck começou atrás do safety-car. A bandeira verde veio com 21 minutos de prova pela frente para os pilotos e Felipe Giaffone escapando bem na frente seguido por Wellington Cirino.
 
Os dois não precisaram nem de uma volta para abrir mais de 3s3 para o terceiro colocado Régis Boessio, que era apertado por Roberval Andrade. A briga entre os ponteiros era bem interessante, com Cirino sempre buscando a linha de fora e Giaffone se defendendo bem por dentro. 
 
Enquanto Giaffone se defendia do jeito que podia, Andrade partia para cima de Boessio e já bem atrás dos líderes virava o terceiro colocado. Beto Monteiro também mostrava força e arrancava Witold Ramasauskas do quinto posto.
 
De forma totalmente inesperada, Andrade foi ficando muito lento na pista e teve de recolher seu caminhão para os boxes. Só que não foi Boessio quem virou o terceiro. Régis, aliás, perdeu de uma vez as posições para Monteiro e Ramasauskas.
O pódio da corrida 1 em Cascavel (Foto: Vanderley Soares/Copa Truck)
Depois de muita pressão, Cirino arriscou na entrada da reta principal e, bem na metade da corrida, deixou Giaffone para trás, rapidamente abrindo distância. Monteiro ficava tranquilo em terceiro, com Ramasauskas escapando e caindo para sétimo, atrás de Boessio, Renato Martins e André Marques.
 
O estreante Giuliano Losacco vinha em estreia interessante, disputa a oitava colocação com Débora Rodrigues e Djalma Fogaça. Com Cirino escapando muito na ponta, a briga que chamava a atenção era pelo quarto posto, com Boessio segurando um pelotão.

Tudo o que Cirino precisou fazer na reta final da corrida foi manter seu ótimo ritmo e, a cada volta, abrir vantagem para um Giaffone que tinha alguns problemas no câmbio de seu caminhão. Tanto foi assim que Felipe quase perdeu a posição para Monteiro, mas garantiu o segundo lugar.

Martins foi outro que perdeu um pouco de ritmo no final, mas segurou bem Marques e Boessio para ser quarto, enquanto Ramasauskas tomava um toque e via seu caminhão quase que desintegrar na frente. Losacco e Débora completaram o grupo dos oito primeiros e formariam, assim, a primeira fila do grid a corrida 2.

”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI