Truck

Copa Truck recua e dá como incerta realização da etapa de Curvelo devido à paralisação nacional dos caminhoneiros

A organização da Copa Truck decidiu deixar em aberto a data da etapa de Curvelo, inicialmente marcada para 10 de junho no circuito mineiro. O motivo é a dificuldade em fazer o transporte dos equipamentos, caminhões e, também, a falta de combustível, resultado das manifestações dos caminhoneiros

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

As incertezas por conta das manifestações dos caminhoneiros em todo o país fez a Copa Truck recuar. A organização resolveu ser cautelosa e não confirmar a etapa de Curvelo, que fecha a Copa Sudeste, marcada inicialmente para o dia 10 de junho.
 
De acordo com os organizadores, “as incertezas no transporte de equipamentos para montagem do autódromo, bem como o transporte dos caminhões e do combustível necessário para os treinos e corridas no Circuito dos Cristais fazem com que a etapa não seja realizada no próximo dia 10 de junho”. Ou seja, é bem pouco provável que a prova aconteça nessa data.
 
A decisão, diz o comunicado, está alinhada com a Associação Nacional de Equipes de Truck, pilotos, equipes e patrocinadores tanto da Copa Truck quanto do Mercedes-Benz Challenge, que divide as pistas com os caminhões no final de semana das corridas.
Copa Truck não está garantida para Curvelo (Foto: Vandeley Soares)
“Mesmo que o desbloqueio total dos pontos de paralisação de todo o país acontecesse hoje, não há uma previsão para a normalização acontecer. Não temos uma confirmação da obtenção de combustível para todas as categorias até o momento” explica Carlos Col, CEO da Mais Brasil, organizadora do evento.
 
“O prazo de normalização varia de um lugar para o outro e não há uma previsão de quando isso possa ocorrer. Como a montagem do evento começaria a partir do deslocamento das carretas para Curvelo nesta quarta-feira (30), a organização do evento toma a decisão de não confirmar a etapa nesta data. Deixando aberta as possibilidades a serem analisadas em função de calendário, grade de televisão, Copa do Mundo e outros fatores que influenciam nessa decisão”, acrescenta o dirigente.
 
As manifestações causaram alguns transtornos no último final de semana, quando a Copa Truck disputou a primeira etapa da Copa Sudeste em Interlagos. Quatro pilotos ficaram de fora da disputa porque as equipes não conseguiram levar os caminhões para o circuito paulista durante a semana.
TEM LENHA PRA QUEIMAR

CASTRONEVES SENTE FALTA DA INDY E MERECE ESTAR NO GRID